TJMS dezembro
Menu
Busca segunda, 09 de dezembro de 2019
COLUNA

Tiro Livre

Vinícius Squinelo

No dia do ódio, guerra coxinha X petralha é demonstração clara da falência da política brasileira

Condenado ou não pelo TRF4, situação de Lula mostra que democracia e educação brasileira não andam nada bem

24 janeiro 2018 - 07h01

Dia 24 de janeiro de 2018, exatamente hoje, promete ser um dia histórico, prum lado ou pro outro. Se condenado pelo Tribunal Regional da 4ª Região, Luiz Inácio  Lula da Silva,  o ex-presidente Lula, perde os direitos políticos e  marca o fim de uma era no  país. Se absolvido, a  divisão já existente   no País pode se agravar, com resultados inesperados. Sem discutir  o lado jurídico da questão, o que se vê em todo o processo do petista e  a repercussão social é a clara  falência das instituições públicas, da educação à política.

Desde 2014, o Brasil vive o fenômeno do coxinha X petralha. Por um lado, a dita direita, acusando Lula e o PT de roubos bilionários e desmandos maiores ainda. Do outro, os petralhas, ou turma da mortadela, defensora ferrenha da tal esquerda e do ex-presidente. No meio disso, um nada existencial, sem meios termos, sem tons de cinza. Ou você é um ou é outro, ainda mais em épocas de redes sociais.

Ou vai dizer que já não presenciou ou viu em redes sociais discussões semelhantes a essas:

“Eu creio que deveriam privatizar a estatal tal”. Seu coxinha vendido pros EUA!

“Eu fiz faculdade graças ao Fies do Lula”. Seu petralha defensor de bandido!

Em um País com 35 partidos existindo oficialmente, a divisão entre apenas dois grupos antagônicos e não coexistentes mostra que a vida democrática do País pós-ditadura de nada serviu. 

Você pode defender a privatização e ser contra a mudança da previdência. Nada de impede d e apoiar o Bolsa Família, mas  criticar as cotas em universidade. Democracia é a  prática do diálogo e do respeito, duas unidades  básicas que s e perderam no Brasil do coxinha  X petralha – quem sabe  graças a educação de merda (desculpe  o palavreado) oferecida a grande  parte dos 27 estados da União.

Enquanto permanecermos nessa cultura ao ódio, exacerbada em dias como o de hoje, absolutamente nada mudará  na política e, principalmente, no povo brasileiro.

Em outros artigos falaremos do direito a todos, inclusive das minorias, e de como nossa política representa o povo brasileiro.
Quer enviar críticas, xingamentos ou boas ideias: mande para o e-mail vinisquinelo@gmail.com