TJMS - novembro
Menu
Busca terça, 19 de novembro de 2019
COLUNA

Tiro Livre

Vinícius Squinelo

Política de MS une três ex-presidiários em busca da prefeitura de Campo Grande

E assim temos o quadro atual da política brasileira e regional

14 outubro 2019 - 09h37

A política realmente é uma caixinha de surpresas, e Mato Grosso do Sul é a prova de que não há nada que o tempo não mude nessa área da sociedade brasileira. Em Campo Grande, por exemplo, rivais que trocavam acusações hoje andam de braços dados e trio de ex-presidiários tenta conquistar a principal cadeira da cidade.

E os dois pontos acima citados envolvem as mesmas pessoas, no caso André Puccinelli e Delcídio do Amaral, ex-rivais do então PMDB e do Partido dos Trabalhadores. Agora, unidos nas eleições do próximo ano, com direito a fotos juntos e conversa ao pé de ouvido. André pelo agora MDB e Delcídio pelo PTB.

Junto à dupla, um velho conhecido da política brasileira: Roberto Jefferson, ‘dono’ do PTB nacional. Outro que esteve por aqui, em Campo Grande, com abraços e afagos em Delcídio e André. Lançou até o nome do ex-senador à prefeitura de Campo Grande, com direito a aplausos efusivos de Puccinelli.

E assim temos o quadro atual da política brasileira e regional: três ex-presidiários unidos para conquistar a prefeitura de Campo Grande.

Em tempo: Jefferson foi preso após o julgamento do mensalão, Puccinelli pela Lama Asfáltica; Delcídio passou quase 100 dias na prisão pela acusação de obstrução de Justiça, que acabou anulada, mas segue por crimes como corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro pelo pagamento de vantagens indevidas na compra de metade da Refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, pela Petrobras.

Foto de capa: Wesley Ortiz