Menu
Busca sexta, 15 de novembro de 2019
COLUNA

Tiro Livre

Vinícius Squinelo

Políticos de Bolsonaro em MS se matam com fake news e hackers, novidade?

Quem diria né, que os arautos de Bolsonaro reclamariam logo de hackers, robôs e fake news...

26 setembro 2019 - 17h12

Capitão Contar, Coronel David, Soraya e Trutis. Os eleitos de Jair Bolsonaro em Mato Grosso do Sul. Unidos na sigla do presidente, PSL, mas em uma verdadeira guerra aberta, com direito a fake news e hackers.

O desentendimento não é de agora, remonta à antes da eleição do ano passado e tem um motivo simples: poder. David mandava sozinho antes no PSL, mas foi alijado de suas forças pelo trio que se ergueu pós abertura das urnas.

Agora, David resolveu ir para o ataque e garantiu que foi hackeado, e o mandante seria de dentro do PSL. Prontamente, o resto já bradou: fake news.

Quem diria né, que os arautos de Bolsonaro reclamariam logo de hackers, robôs e fake news...

Agora, o PSL de MS está em guerra declarada. Mesma situação da sigla no Rio de Janeiro, São Paulo e diversos outros estados.

E assim, agitadamente, a sigla que ergueu o presidente caminha para a implosão, com direito até a Bolsonaro poder deixa-la. Uma curta aventura, que eu não tenho pena alguma.

(fotos: André de Abreu, Wesley Ortiz, reprodução redes sociais)