ALMS CONTAR 25/06 A 27/06
(67) 99826-0686
ALMS 13/06 a 12/07
COLUNA

Tiro Livre

Quando trabalho vira sinônimo de piada, País precisa ser refeito imediatamente

30 OUT 2018
Vinícius Squinelo
13h23min

Sebastião Osório, 55 anos, é um sorridente senhor que vende frutas na Avenida Euler de Azevedo, uma das mais movimentadas de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Serviço honesto, que faz seja sol ou chuva. Mesmo assim, tem uma galera – pra não dizer filhos de uma p%$* - que debocha do trabalhador.

“Tem pessoas que passam aqui debochando, zoando da minha cara porque estou aqui. Eu acho que toda profissão é digna, estou trabalhando e muitos pensam que é fácil estar aqui. Tem dia que vendo pouco, tem dia que vendo muito, mas é daqui que sai o sustento da minha família”, disse Sebastião, em emotiva entrevista ao TopMídiaNews , leia mais clicando aqui.

Um país e um povo que fazem piada de um trabalhador de 55 anos precisam de uma reforma imediata. E não é política, econômica ou previdenciária. É uma reforma social e educacional.

Entender que cada um trabalha em prol de sua família e como pode, ainda mais num país de tamanha desigualdade social, deveria ser básico por aqui. Infelizmente, no país do ‘sabe com quem tá falando’, até trabalhador virou sinônimo de piada.

A culpa não é só dos políticos... 

Gostou? Curta, comente e compartilhe! Quer enviar críticas, xingamentos ou boas ideias: mande para o e-mail vinisquinelo@gmail.com
(Foto de capa: Dany Nascimento)

 

Veja também