Menu
Busca segunda, 18 de novembro de 2019
COLUNA

Simone pré-candidata no lugar de Puccinelli atrapalha planos de marido deputado estadual

Parlamentar teria se recolhido de reuniões e mostra preocupação com novos rumos do partido

01 agosto 2018 - 23h00

Marido da senadora Simone Tebet, o deputado estadual Eduardo Rocha teria reagido negativamente ao anúncio da pré-candidatura da esposa, que vai substituir o ex-governador André Puccinelli na corrida eleitoral. Ele teria abandonado reuniões previstas para o domingo e só voltou a participar na segunda-feira (30), quando o MDB começou a planejar os próximos passos da campanha.

Dois em um

Dizem nos bastidores que a indicação de Simone Tebet, que atendeu a um pedido do próprio Puccinelli, atrapalha os planos eleitorais de Eduardo Rocha, que contaria com uma participação mais efetiva da esposa em suas andanças pelo interior de Mato Grosso do Sul. Também entra na conta o fator família: se já é difícil conquistar um voto do eleitor, imagina dois para o mesmo casal?

Calo

Independente das articulações do casal, a pré-candidatura de Simone mexeu com as peças no tabuleiro político e os partidos tiveram que se reprogramar para as mudanças. Se o alvo era, antes, a prisão de Puccinelli, agora também passará por devassa na gestão da senadora em Três Lagoas, região do Bolsão. Ter um histórico de bens bloqueados será um prato cheio para os adversários.

Clube do bolinha

Ao menos, algo bom surgiu dessa lambança envolvendo o MDB. Agora é certo que haverá uma candidata mulher entre os postulantes ao governo do Estado.

Dois pesos e duas medidas?

Com Delcídio do Amaral (PTC) de volta ao cenário político, Simone e Waldemir Moka (MDB) vão ter que explicar porque votaram pela cassação do colega de Mato Grosso do Sul, mas deixaram o mineiro Aécio Neves (PSDB) manter o mandato, apesar de todos os indícios de irregularidade.

Volta

A Câmara Municipal encerra o recesso parlamentar nesta quinta-feira (2). Neste período de ‘férias’, palmas para as assessorias dos vereadores Wellington Oliveira e João César Mattogrosso, ambas do PSDB, que dominaram a maioria das postagens no site institucional da Casa de Leis.

(Foto: Reprodução/Facebook)