Menu
Busca terça, 22 de outubro de 2019
COLUNA

Tiro Livre

Vinícius Squinelo

Tá faltando o que fazer? Polícia usada em pedido de casamento, É PRA ACABAR!

O ato pode, e deve, ser encaixado como transgressão administrativa

06 agosto 2019 - 08h39

Policiais da ROTAI (Rondas Ostensivas e Táticas do Interior) parecem que estão com a vida bem tranquila no norte de Mato Grosso do Sul. Afinal, resolveram simular uma prisão por tráfico de drogas. O motivo – se é que podemos chamar isso de motivo – era um estranho pedido de casamento.

Pensando que a equipe usou seu tempo para fazer uma SIMULAÇÃO de prisão, podemos rapidamente pensar que Coxim é uma cidade livre da criminalidade. Não deve ter tráfico de drogas, nem roubo, nem furto, nem nada...

E pior, esses policiais podem ter infringido o próprio Regime Disciplinar da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul. Há, inclusive, enquadramento específico para o que fizeram, principalmente se isso não teve consentimento do Comando. O ato pode, e deve, ser encaixado como transgressão administrativa.

No Brasil parece ter virado moda o uso de instituições públicas para fins particulares. Quem sabe se estivéssemos em um País sem nenhum problema a resolver, ninguém reclamaria. Infelizmente, não é o caso...

Gostou? Curta, comente e compartilhe! Quer enviar críticas, xingamentos ou boas ideias: mande para o e-mail vinisquinelo@gmail.com

Foto: Luma Danielle Centurion/Reprodução / Montagem: André de Abreu