TJMS dezembro
Menu
Busca quinta, 12 de dezembro de 2019
COLUNA

Top Play

Fernando Fenero

Xiaomi volta a ter celulares vendidos no Brasil

Quem é mais chato: um vegano ou um usuário de Xiaomi (ambos a 80 km\h)? Descubra agora que a fabricante chinesa volta a ser vendida no Brasil.

19 fevereiro 2019 - 16h00

Em 2016 a fabricante chinesa Xiaomi desistiu do Brasil.

 

Foi meio sem motivo oficial, mas deu banana para os brazukas e simplesmente vazou da terra brasilis. O problema é que a cada trimestre, a empresa lança aparelhos mais interessantes, e em termos de hardware, eles já espancam moralmente qualquer iPhone que custa dois rins e um olho. 

Não que seja impossível comprar um Xiaomi por aqui, ele é vendido no Paraguai ainda que Ponta Porã ainda se mostre tímida para a fabricante, e a Amazon e Mercado Livre tem milhares de aparelhos para a venda. Mesmo assim a galera fica cabreira com a impossibilidade de ter reparos e garantia. 

Com relação a isso, parte dos problemas acabaram. 

A DL, fabricante de tablets e celulares burros (temos abrasileirado para dumbphone) homologou na Anatel os modelos Phocophone F1 e Redmi Note 6 Pro. E é motivo para você ficar feliz.

Primeiro que a DL, apesar de ter produtos bem humildes, já foi premiada pelo site Reclame Aqui por sua tratativa com os clientes, segundo que os dois aparelhos são muito bons, e podem vir com preço realmente competitivo para o nosso mercado, e com garantia e reparo, e depois: pode ser uma chance das outras dezenas de produtos da Xiaomi aparecerem por aqui no Brasil. 

Tudo ocorrendo conforme o esperado, vamos ver os aparelhos oferecidos já na semana que vem, mesmo que o preço não tenha sido divulgado até então.