Menu
Busca domingo, 08 de dezembro de 2019
COLUNA

Reflexões

Marcelo A. Reis

Operação Lava Jato, uma nova antiga leitura

19 novembro 2019 - 09h35

Caros amigos;

Abaixo transcrevo o Artigo que publiquei em minha coluna "Reflexões" no Jornal Eletrônico TopMidiaNews de Campo Grande - M.S. em 18/11/2014.

Vale hoje uma nova antiga leitura sobre o tema.

Abraços!

Marcelo A. Reis

________________________________________________________

"Operação Lava à Jato" ou Operação "Leva à Jato"

Caro leitor;

Mais uma vez vemos os estardalhaços, as manchetes espetaculares anunciando prisões de "A", "B", e tantos mais. Confesso que fico, "qui neim mineiru véiu", meio escabreado. É aquela coisa, da marchinha de Carnaval, de que "laranja madura na beira da estrada, tá bichada Zé ou tem marimbondo no pé". Veja bem, nós somos o país do "Ah é?!"; ou seja o dos falsos espantos! Claro que quando o assunto refere-se ao estrato de cima, ao grupo dominante. Há muitos anos que todos sabemos, vemos o loteamento dos cargos que geram recursos para o famoso "caixa dois". Tem razão o ex-presidente Lula quando diz que o PT está fazendo o que os outros sempre fizeram. É certo que o Sr. Luiz Inácio depois esqueceu tudo e de nada mais sabia. Amnésia total que contaminou a sua própria sucessora. Também está claro que a montagem atual é, em termos empresariais, avançadíssima." Nunca antes neste país se saqueou os cofres públicos com tanta eficiência!"

Faço este prólogo porque tenho visto as coisas mais estapafúrdias em termos de manifestação. Primeiro as notas, "repelindo veementemente" qualquer ligação com trâmites ilegais e aéticos, exaradas por dos dois maiores partidos. É melhor ficarem quietos. Acham que somos inocentes. Bobos!

Depois, pedindo o retorno do regime autoritário! “Pelo amor dos meus filhinhos!" Diria o locutor esportivo, o nome fugiu, lá de São Paulo. Precisamos de instituições fortes, independentes, de Estado e não de Governo, que possam soberanamente, investigar, apurar, indiciar, julgar e condenar /absolver com isenção.

É hora de avançar e não de retroceder. Sobre as manifestações pedindo a volta dos militares é bom que se diga, e não tenho receio de fazê-lo, que o Exército, saindo de seu papel constitucional, sempre que interviu o foi atendendo a forte e vigoroso clamor popular. Não é o caso e, felizmente, já passamos de tal tempo. Espero! E mais, queremos as Forças Armadas bem equipadas, adestradas para cumprir o seu papel institucional. Garantir a Soberania Nacional.

O Mundo atual, mais instável, imprevisível que ao tempo da Guerra Fria, torna imperiosa que elas estejam sempre aptas e prontas para conflitos das mais diversas naturezas. Não podem ser, como pregava o manifesto de um dos "N" mil golpes de uma Republiqueta de Bananas,"Instituciones Tutelares de la Patria".

É preciso que as pessoas de bem, acima de partidos e ideologias, cerrem fileiras em torno de uma real depuração do mundo político e administrativo nacional. Em todos os níveis, Federal, Estadual e Municipal. Nos três Poderes! Não podemos, como quem assiste a uma partida de futebol, ficar na "arquibancada nacional" torcendo pela Polícia Federal e Ministério Público. É hora de congregarmo-nos em torno da PF, do MPF e do Juiz Moro que estão sofrendo as maiores pressões para "deixarem ficar".

Os Senadores, Deputados, Vereadores, Prefeitos, Governadores e Presidente que estão no poder foram eleitos por nós. Fomos nós que colocamos os notórios Lobões, Renans, Collors, Mallufs da vida onde estão.

É hora de Você, cidadão que trabalha duro, que é escorchado pelos Impostos que garantem aposentadorias e pensões absurdas, que garantem os privilégios inexplicáveis de veículos, moradias funcionais, férias de sessenta dias, recessos disso e daquilo, usar o "chicote cívico" para expulsar os"vendilhões do templo" que roubam o nosso salário, o nosso suor diariamente.

É hora de "levar à jato" essa turma para a cadeia ! (Confesso que permaneço um tanto cético; o comprometimento é geral. É o sempre citado "Mar de Cumplicidades!)

Até a próxima semana