TJMS - novembro
tce novembro
Menu
Busca terça, 19 de novembro de 2019
COLUNA

Tiro Livre

Vinícius Squinelo

Bolsonaro mostra que não existe Lei quando família está na mira

Até quando Judiciário e Legislativo vão aguentar ações ditatoriais calados?

03 novembro 2019 - 08h15

Jair Bolsonaro perdeu, se é que tinha, qualquer respeito pelas Leis. Receio de bater no peito e falar que as desrespeita então, já foi faz tempo. Dessa vez, falou, talvez com orgulho, que pegou uma cópia do áudio do porteiro antes ‘que fosse adulterada’. Não existe Lei quando o foco é a família do presidente.

Antes, já teve de tudo. Começando pela descaracterização (destruição) do Coaf, o que, sem querer claro, beneficiou o rebento Flávio Bolsonaro, que se livrou de investigação. Jair, o da nova política, recebeu visitas com temas secretos, de Gilmar Mendes e Dias Toffoli. Gilmar, claro, foi mais um a dar decisão para arquivar investigações contra Flávio.

Vale também lembrar que o todo-poderoso Sérgio Moro abaixou a cabeça e forneceu cópia de investigação secreta sobre o laranjal do PSL em Pernambuco. O ministro entregou o processo, sigiloso, ao presidente. Curiosamente a investigação era contra o atual inimigo político de Bolsonaro, Luciano Bivar. Mais uma ação sem nenhuma previsão legal.

Agora, em outro processo sigiloso, Bolsonaro bate no peito e afirma que se meteu. Enquanto isso, Judiciário e Legislativo seguem calados. Quem sabe quando deixarem de existir se atentem à ordem democrática.

Foto: Isac Nóbrega/PR