Menu
Busca sexta, 06 de dezembro de 2019
COLUNA

Tiro Livre

Vinícius Squinelo

Falando em democracia, Folha declara guerra a Bolsonaro pelo motivo de sempre: dinheiro

Em forte editorial, fala em atentado à democracia; palavras bonitas para defender o próprio bolso

30 novembro 2019 - 09h52

A Folha de S. Paulo, um dos maiores – se não o maior – jornal impresso brasileiro, abriu guerra aberta e declarada ao presidente Jair Bolsonaro em pleno este sábado (30). Em forte editorial, fala em atentado à democracia, liberdade de expressão e da imprensa. Palavras bonitas, mas o motivo da batalha é um só: dinheiro.

Toda a celeuma teve início após o presidente resolver excluir a Folha de licitação federal, além de anunciar que não compraria produtos de anunciantes do jornal. Medida, sim, imoral, até ilegal.

Porém, neste pequeno texto vale destacar que a Folha também não age por nenhum ‘bem do País’. Não foi pelas denúncias contra o governo que ela fez o editorial. Nem pelas constantes loucuras dos príncipes de Bolsonaro. Nem pela ameaça de AI-5.

Nada disso. Foi simplesmente por dinheiro.

Você pode concordar, discordar, me xingar, chamar de comunista ou bolsominion. Não interessa.

O fato é simples. Não é a democracia que a Folha defende, é apenas seu bolso. E nada contra, esse é o mundo, e sempre foi. Mas é melhor quando as cartas estão na mesa...

Foto de capa: Marcos Corrêa/PR | Webysther Nune