TJMS - novembro
tce novembro
Menu
Busca segunda, 18 de novembro de 2019
COLUNA

Tiro Livre

Vinícius Squinelo

Soraya não sabe o que é direita econômica e tem ideias mais parecidas com Stalin

Ao tentar intervenção em redes de TV, senadora mostra que de liberdade não entende nada

05 novembro 2019 - 10h25

Sabe quem gosta de controlar conteúdo de redes de comunicação? Comunistas. Na verdade, extremistas de direita e esquerda. Mas usaremos comunistas aqui, para deixar o comparativo mais claro.

Agora, em 2019, senadora de Mato Grosso do Sul tenta reviver os tempos áureos da falta de liberdade de mercado. Soraya Thronicke quer estabelecer uma versão da ‘Hora do Brasil’ nas TVs. A justificativa é que são concessões públicas.

Para começar, Soraya não mostra entender nada de direita econômica. Deveria mesmo defender uma abertura maior desse mercado. Concessões de rádio e TV precisarem de aval do Senado e da Câmara dos Deputados é o exagero do controle. Se prega maior liberdade econômica, que lute sim por essa abertura, e não para o poder público usar, de maneira forçosa, espaços privados.

Assim é fácil senadora. O Governo obriga por Lei que rádios e TVs tenham concessões públicas. Depois, alegando que usam concessões, o Governo rouba horário da programação dessas empresas. Baita liberdade econômica essa hein!

Para quem se diz da direita, as ideias têm muito mais a ver com a URSS de Stalin mesmo.

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado