TCE ABRIL 16 A 22/04
Menu
quinta, 22 de abril de 2021
CORONAVÍRUS

Campo Grande enfrenta lotação dos leitos e taxa chega a 96% de ocupação

Outra região que preocupa é a macrorregião de Dourados que avançou para os também 96%

07 março 2021 - 13h15Por Vinicius Costa

A macrorregião de Campo Grande entrou em alerta pela alta taxa de ocupação dos leitos ofertados para tratamento da covid-19. Na atualização do boletim epidemiológico deste domingo (7), feito pela SES (Secretaria de Estado de Saúde), o índice chegou a 96%.

Outra região que preocupa é a macrorregião de Dourados que avançou para os também 96% e enfrenta sobrecarga no sistema de saúde.

Três Lagoas com 82% e Corumbá com 67% se mantém regulares, mas estão sendo monitorados de perto pela saúde para não correr o risco de colapso.

De acordo com dados extraídos do portal Mais Saúde, do Governo de Mato Grosso do Sul, os leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) destinado a pacientes enfrenta lotação máxima e passa os 100%, tendo destacado que a oferta de leitos está negativado, ou seja, apresenta taxa de -0,51%.

A média geral de ocupação dos leitos de UTI está em 88,62%. Conforme o boletim da SES, 678 pacientes estão hospitalizados, deles 358 em leitos clínicos e 320 em leitos de UTI.

Mais leitos em CG

A Prefeitura de Campo Grande ampliou a quantidade de leitos que estão sendo destinados para os pacientes com covid-19. Pelo menos 7 novos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) foram disponibilizados para atender casos graves da doença.

O novos leitos foram colocados na Clínica Campo Grande e a cidade passa contar com 12 leitos de UTI exclusivos para atendimento SUS (Sistema Único de Saúde).