Menu
domingo, 28 de fevereiro de 2021
CORONAVÍRUS

Sem vacina, mesmo jovens e pessoas sem comorbidades morrem por covid em MS

Dos 18 óbitos registrados nas últimas 24h, três deles não tiveram relatos de doenças crônicas

20 janeiro 2021 - 13h00Por Rayani Santa Cruz

Em Mato Grosso do Sul, a covid-19 matou 18 pessoas nas últimas 24h e três delas não possuíam relatos de comorbidades ou doença crônicas. Além disso, tinham entre 30 e 40 anos. O fato chama atenção pela agressividade do vírus mesmo em pessoas aparentemente saudáveis.

O relato de doenças como hipertensão, diabetes, obesidade, doenças cardiovasculares ou outras que possam contribuir ainda mais para que o paciente adoeça e piore o estado são comuns nos óbitos. Esses, no entanto, são casos específicos.

Conforme o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde, os três mortos sem comorbidades são do sexo masculino. Eles tinham 40, 31 e 37 anos e eram de Eldorado, Campo Grande e Dourados, respectivamente.

Outro fato que chama atenção no boletim é de que a doença matou uma jovem de 27 anos em Maracaju. Apesar da pouca idade, ela era doente vascular crônica.

O mais novo da lista é um rapaz, de 26 anos, morador de Corumbá. Ele era obeso e hipertenso, o que pode ter contribuído para o agravamento do caso. 

Em ocasião anterior, o secretário de Estado de Saúde Geraldo Resende explicou que pacientes com comorbidades são mais suscetíveis a debilitar-se com a doença. No entanto, casos de morte em pessoas sem as doenças silenciosas também são registrados no estado.

A SES indica que no perfil de óbitos no estado, o total de 15,0% (405) são de pessoas sem comorbidades. O índice de 32,9% (891) corresponde aqueles que tem uma comorbidade e 29,1% (786) dos mortos possuíam duas comorbidades. 16,0% (434) dos óbitos foram de pessoas com três tipos de doenças, 6,0% (162) corresponde aos que tinham quatro doenças, 0,9% (25) tinham cinco doenças e 0,1% (2) seis tipos de comorbidades.