Menu
terça, 27 de julho de 2021
SEGOV - MICROCREDITO 27 A 29/07
CORONAVÍRUS

Covid-19: mais de mil mortes foram de pacientes com obesidade em MS

No início da pandemia, os especialistas em saúde pública constataram que a obesidade era um fator de risco aos pacientes contaminados com a covid-19

25 maio 2021 - 10h43Por Nathalia Pelzl

Conforme levantamento da Secretaria Estadual de Saúde (SES), 1.096 pessoas que perderam suas vidas para covid-19 tinham obesidade.

Em porcentagem, isso representa 16,9% dos óbitos pela doença em Mato Grosso do Sul. 

Esta comorbidade só fica atrás das doenças cardíacas, diabetes e hipertensão, entre as vítimas fatais.

No início da pandemia, os especialistas em saúde pública constataram que a obesidade era um fator de risco aos pacientes contaminados com a covid-19.

Conforme o último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde, na segunda-feira (24), já são 6.492 mortes de pacientes devido a covid no Estado, o que mostra uma taxa de letalidade de 2,3%. 

Deste grupo, 44,6% dos pacientes possuíam doenças cardiovasculares (2.897), 33,7% diabetes (2.190), 30,8% tinham hipertensão arterial sistêmica (2.000) e logo depois aparece a obesidade (1.096), que são 16,9%.

Em seguida aparecem outras comorbidades como doença respiratória crônica (711), que representa 11% das mortes, depois 7,6% são de doentes renais crônicos (493). Ainda aparecem na lista pacientes com imunodeficiência/imunodepressão (6,9%), doença neurológica crônica (6,3%), doença hepática crônica (1,4%) e síndrome de down (0,2%).

Constantemente, o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende vem reforçando que o Estado tem feito os investimentos e adotado as medidas para combater a disseminação do vírus, mas é necessário que a população faça sua parte, evitando aglomerações, usando máscara e mantendo o distanciamento social e medidas de higienização.