Menu
quinta, 22 de outubro de 2020
CORONAVÍRUS

Governo aposta que ‘Rastrear’ vai diminuir taxa de contaminação do coronavírus em MS

Programa tenta controlar toda possível contaminação da covid no Estado

27 setembro 2020 - 15h50Por Vinícius Squinelo, com MSGov

A Secretaria de Saúde aposta no programa “Rastrear” que está sendo implantado nos 79 municípios do MS, para diminuir a taxa de contaminação (que está em 1,06) com monitoramento dos contatos de cada paciente testado positivo para o Covid 19. A iniciativa do Governo do Estado é pioneira no Brasil.

Dados do Boletim da SES, deste domingo (27), mostram que nas últimas 24 horas 13 pessoas não resistiram a Covid-19, em Mato Grosso do Sul, sendo seis (6) pacientes em Campo Grande, dois (2) em Miranda, e um (1) nas cidades de Aquidauana, Chapadão do Sul, Corumbá, Paranaíba, Ponta Porã e Três Lagoas. Média diária de 13/dia.

O número de novos casos diminuiu um pouco e está em + 258. As cidades mais afetadas continuam sendo Campo Grande com +144 casos; Três Lagoa + 31; Corumbá +25; Dourados +16 e Paranaíba +11. A taxa de contaminação é de 1,06.

A média de pacientes internados continua entre 450 e 550 pessoas. A capital registra 76% de ocupação, Corumbá 71%; Dourados 67%; Três Lagoas 68%. De acordo com a doutora Christiane Maymone, a ocupação dos leitos de UTI aumentou para 243.

No total, Mato Grosso do Sul registra 267.212 casos, sendo 195.001 descartados; 1,363 óbitos. De acordo com o último boletim, a capital tem um total de 29.974 mil casos registrados.