TCE ABRIL 16 A 22/04
Menu
segunda, 19 de abril de 2021
COVID CONFLITO
CORONAVÍRUS

Pacientes com covid estão morrendo mais rápido, diz levantamento em MS

Infectados que lutavam por 15 dias em hospitais, hoje morrem em dois dias com novas variantes do vírus

07 abril 2021 - 16h00Por Diana Christie e Vinícius Squinelo

Com a circulação de novas variantes do novo coronavírus, a covid-19 vem se mostrando mais letal em Mato Grosso do Sul. É o que mostra levantamento do Sivep (Sistema de Vigilância Epidemiológica), realizado pela Secretaria de Estado de Saúde.

Dados dos hospitais de referência do Estado mostram que na primeira semana epidemiológica analisada, a partir de 1º de fevereiro, pacientes diagnosticados com a doença ficavam, em média, 14,2 dias hospitalizados antes de irem a óbito.

A média se manteve em certa constância até a sétima semana, quando os doentes passaram a ficar cerca de 12,9 dias internados antes de perder a batalha para a covid-19. A situação ficou muito preocupante a partir da décima semana. Três semanas depois, de 28 de março a 3 de abril, a média de internação das vítimas fatais passou a ser de 2,3 dias.

A Secretaria Estadual de Saúde destaca que os dados podem variar conforme a chegada de novas informações. Questionada sobre relação com o caos na saúde com a falta de leitos e baixa nos estoques de remédios, a Secretaria esclarece que o levantamento mostra a letalidade da doença para pacientes que foram devidamente assistidos pela Saúde de Mato Grosso do Sul.

O uso de remédios do chamado 'kit covid' tem se mostrado ineficaz no combate à doença e o único meio comprovado de frear a pandemia é com a vacinação em massa. No entanto, a distribuição de imunizantes ainda depende do Ministério da Saúde. Ontem (6), o Congresso Nacional a aprovação de compra de vacinas também por empresas privadas.