TCE SETEMBRO
Menu
sexta, 24 de setembro de 2021 Campo Grande/MS
CORONAVÍRUS

Ministro diz que vacinas da Janssen chegam amanhã após errar data

Anúncio anterior feito pelo ministro da Saúde previa 3 milhões de doses na semana passada, mas envio não se concretizou

21 junho 2021 - 12h15Por Rayani Santa Cruz

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta segunda-feira (21) que 1,5 milhão de doses da vacina da Janssen devem chegar ao Brasil na manhã desta terça (22).

A nova data vem após uma escorregada do ministro na semana passada, onde disse que as doses seriam entregues.

Segundo o G1, a declaração de hoje foi dada durante audiência pública na Comissão Temporária da Covid-19 no Senado. Segundo Queiroga, essa carga faz parte da antecipação de doses que vinha sendo negociada com a Janssen – havia uma previsão do envio de 3 milhões de doses, que não se concretizou.

“Em relação à vacina da Janssen, essas vacinas estavam previstas no nosso calendário para o último trimestre do ano. Eram 38 milhões de doses. Inicialmente, negociamos com a Janssen e eles iriam nos antecipar na semana passada três milhões de doses. Lamentavelmente não foi possível a chegada dessas três milhões de doses”, disse Queiroga.

“Mas eu já antecipo em primeira mão que amanhã deve chegar no aeroporto de Viracopos, de Guarulhos, 1,5 milhão de doses da vacina Janssen. São vacinas úteis, como as outras, mas essa é uma dose única que permite uma imunização mais rápida”, continuou.De acordo com o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, a pasta ainda negocia a chegada de doses adicionais.

“Esse quantitativo que o ministro indicou, de 1,5 milhão de doses, estamos trabalhando ainda para tentar algumas confirmações ainda essa semana para doses adicionais desse novo imunizante, que passará a integrar então o PNI (Programa Nacional de Imunização)”, afirmou.

Remessa adiada

Até a última semana, o Ministério da Saúde esperava receber um lote de 3 milhões de doses. Na sexta, no entanto, Marcelo Queiroga informou que a carga não chegaria e apontou "questões regulatórias" dos Estados Unidos como motivo para o atraso.

Ao todo, o governo brasileiro comprou 38 milhões de doses da vacina da Janssen, que é aplicada em dose única.