Menu
segunda, 01 de março de 2021
VACINA

Resende explica dinâmica das doses em MS e destaca sentimento de dever cumprido; assista

“Mato Grosso do Sul é exemplo de sucesso”, pontuou

18 janeiro 2021 - 13h34Por Nathalia Pelzl e Willian Leite

Assim que chegou em Mato Grosso do Sul, o secretário estadual de saúde, Geraldo Resende, conversou com a imprensa, nesta segunda-feira (18). 

Ele estava em São Paulo em busca das doses da vacina da CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a empresa chinesa Sinovac, para dar início à vacinação em Mato Grosso do Sul. 

Serão 158.766 doses do imunizante, sendo 97 mil doses para população indígena e 61mil doses para população de modo geral. 

“Devemos compreender que essas doses serão divididas por dois, porque nós teremos que aplicar duas doses no intervalo de 28 dias, tendo 158 mil doses, você vai dividir por 2, você vai vacinar cerca de 77, 78 mil pessoas, da população sul-mato-grossense”. 

Os primeiros a serem imunizados serão os idosos que estão em instituições de longa permanência, segundo os indígenas do Estado, terceiro profissionais da área de saúde que estão na linha de frente no combate a covid-19, são esses os grupos que receberão a primeira vacina dessa primeira remessa, conforme informou o secretário.

A previsão do secretário é que a vacina seja distribuída no máximo em 48 horas. 

Sobre a vacina, ele destacou que é uma vitória muito grande. “Sentimento de dever cumprido, uma emoção muito grande, porque nós estamos construindo um momento muito importante na saúde pública do país”. 

“Estamos consolidando o SUS, forte como ele é. E mostrou que o Brasil tem condições sim de ter sua própria vacina, temos condições de fazer esse enfrentamento, apesar de todos os percalços, certamente vamos sair muito mais forte do que entramos”. 

“Mato Grosso do Sul é exemplo de sucesso”, pontuou.