TCE JUNHO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
terça, 28 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
CORONAVÍRUS

Máscaras obrigatórias podem voltar em MS após aumento de casos da Covid-19

Órgãos orientam que a população deve completar o esquema vacinal, incluindo as doses de reforço disponíveis para a faixa etária

03 junho 2022 - 17h11Por Antonio Bispo

No último Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde - SES, na terça-feira (31), Mato Grosso do Sul registrou um aumento de mais de dois mil novos casos de pessoas infectadas com a Covid-19.

Com o aumento, a SES, em conjunto com o Programa de Saúde e Segurança da Economia - Prosseguir, avaliam todas as possibilidades diante da evolução dos casos em MS.

Ainda conforme a secretaria, após a estabilização da doença, houve um relaxamento por parte da população quanto às medidas de biossegurança que antes estavam impostas em todo o Estado.

"Diante deste novo cenário em que as doenças respiratórias tendem aumentar em razão do período de inverno, há a necessidade de novas discussões sobre o tema", ressaltou.

A assessoria afirmou, ainda, que a recomendação do uso de máscaras, principalmente em ambientes fechados, sempre ocorreu para os públicos mais suscetíveis à piora da doença, como imunocomprometidos, grau alto de comorbidade, idosos a partir dos 60 anos, e aqueles que não completaram o esquema vacinal disponível.

"A SES/MS ainda orienta que a população complete o esquema vacinal, principalmente, crianças acima de 5 anos e idosos a partir de 60 anos no Estado".

Já a Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande - Sesau, informou que a prefeitura está acompanhando constantemente a situação epidemiológica, quanto ao aumento de casos da Covid-19.

"Todas as medidas de prevenção e redução do contágio também são avaliadas de forma constante, e a retomada do uso obrigatório de máscara e demais medidas poderão ser retomadas se o comitê operacional de combate à Covid-19 julgar necessário", escreveu.

Campo Grande segue sendo a cidade com maior número de novos infectados pela doença, seguido por Três Lagoas, Dourados e Naviraí.

Atualmente, 32 pessoas seguem internadas nos hospitais de MS, sendo seis em leitos de UTIs e 26 em leitos clínicos, de acordo com o último Boletim divulgado pela SES.

Apesar do aumento expressivo de contaminados, as macrorregiões do Estado seguem com baixas internações por conta da Covid-19.