ALMS CONTAR 25/06 A 27/06
(67) 99826-0686
PMCG - SLOGAN 17/06 A 30/06

Américo Calheiros leva 'Campo Grande Aquarela de Luz' ao Sesc Morada dos Baís

Livro foi inspirado nas vivências do autor em uma cidade acolhedora

12 DEZ 2016
Ascom
15h18min
Foto: Ascom

A inspiração surgiu nas caminhadas e nas vivências de uma cidade acolhedora. “Campo Grande Aquarela de Luz – Patrimônio Vivo”, livro em verso e prosa de Américo Calheiros, aborda com inspiração as nuances e os encantos da Capital Morena. O Sesc Morada dos Baís abre as portas na terça-feira (13 de dezembro), às 19 horas, para a segunda etapa de divulgação do livro, em mais uma edição do projeto Café Literário.

Nono livro do professor, escritor e teatrólogo Américo Calheiros, “Campo Grande Aquarela de Luz – Patrimônio Vivo” percorre as ruas, encontra morada no patrimônio, nas belezas naturais e arquitetônicas e compartilha as belezas e a diversidade das comunidades que fazem da nossa Capital um grande campo cultural.

“Este livro é fruto de caminhadas, inspirações e de um imenso amor que tenho pela cidade. Busquei apresentar de forma muito particular os marcos culturais de Campo Grande, que na maioria das vezes passam despercebidos em nosso dia a dia”, explica.

Ao longo dos 39 poemas temperados com uma deliciosa abordagem plural, “Campo Grande Aquarela de Luz – Patrimônio Vivo” – apresenta aos leitores os principais pontos históricos da cidade, como a Morada dos Baís, Casa do Artesão, Estação Ferroviária, Praça Ary Coelho, Horto Florestal, Parque das Nações Indígenas e Obelisco.

O livro também percorre em prosa e sentimentos do autor vivenciados em três corredores culturais que retratam a história da Capital: Da Igreja São Francisco ao Monumento dos Pioneiros, denominado pelo autor como Corredor das Origens, da Antiga Rodoviária ao Paço Municipal, chamado de Corredor da Barão do Rio Branco e da Praça Newton Cavalcante ao Parque das Nações Indígenas, o Corredor da Afonso Pena.

Segundo Américo Calheiros, o livro é uma forma de redescobrir as paisagens, sentir novamente os aromas, as estórias, a história e readquirir a sensação de pertencimento cultural que nos faz únicos. “A cidade não tem olho mas você tem. A cidade tem olho, às vezes você não tem”, revela em um dos poemas.

Com prefácio da saudosa professora, escritora e membro da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras Maria da Glória Sá Rosa, falecida em julho deste ano, o livro de Américo Calheiros também é ricamente ilustrado com fotografias de todos os pontos históricos, do nosso patrimônio imaterial, da população e das belezas da cidade, além de um mapa apresentando os corredores culturais.

“Foi o amor que fez Américo Calheiros compor uma das mais belas e sinceras odes à Cidade, que adotou como berço, e na qual constrói uma vida inteiramente dedicada ao engrandecimento e à valorização de seus encantos”, revela a professora Maria da Glória Sá Rosa.

Serviço: O projeto Café Literário, com a segunda etapa de divulgação do livro “Campo Grande Aquarela de Luz – Patrimônio Vivo” está marcado para o dia 13 de dezembro (terça-feira), às 19 horas, no Sesc Morada dos Baís, que fica na Avenida Afonso Pena. A entrada é franca.

Veja também