Menu
quarta, 25 de novembro de 2020
Cultura

Autocine exibe o filme nacional “O Bem Amado” e contação de histórias abordando bullying

Antes do longa, será exibido vídeo produzido pelo Grupo de Arte Deac baseado no livro do escritor, desenhista e cartunista Ziraldo: Flicts

25 outubro 2020 - 14h22Por Willian Leite

A 17ª edição do projeto Autocine Campo Grande exibe na telona o filme nacional “O Bem Amado” e contação de histórias com o grupo Arte DEAC, nesse domingo (25), às 18 horas, na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Segundo o site Portal MS, o projeto é realizado pelo Governo do Estado, por meio de sua Fundação de Cultura (FCMS); Prefeitura Municipal de Campo Grande (Sectur e Sisep), Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e o Serviço Social do Comércio (SESC). Os ingressos são limitados e podem ser retirados de terça a sexta-feira das 8 às 17h na Praça dos Imigrantes.

Baseado na obra de Dias Gomes, O Bem Amado conta a história do prefeito Odorico Paraguaçu (Marco Nanini), que tem como meta prioritária em sua administração na cidade de Sucupira, a inauguração de um cemitério. De um lado é apoiado pelas irmãs Cajazeiras (Doroteia (Zezé Polessa), Dulcineia (Andréa Beltrão) e Judiceia (Drica Moraes).

Do outro, tem que lutar contra a forte oposição liderada por Vladimir (Tonico Pereira), dono do jornaleco da cidade. Por falta de defunto, o prefeito tem dificuldade para realizar sua meta, mesmo depois da chegada de Ernesto – um moribundo que não morre – e a contratação de Zeca Diabo (José Wilker), um cangaceiro matador. O filme tem a direção de Guel Arraes e produzido pela Miravista, Natasha Filmes e Globo Filmes.

Antes do longa, será exibido vídeo produzido pelo Grupo de Arte Deac baseado no livro do escritor, desenhista e cartunista Ziraldo: Flicts. Conta a história de uma cor sem vida, deslocada e que ninguém quer usar. É uma cor semelhante a bege ou nude, que tenta de todas as maneiras encaixar-se entre as demais cores, se misturar, mas sempre é rechaçada por elas.

A história mostra a importância de sermos nós mesmos e vivermos nossas vidas da melhor maneira possível.

om frases como: “se olha no espelho” - disse o rosa; “Não tem lugar pra você” - disse o Laranja; “Não quebre uma tradição” - disse o verde, Flicts dá preciosas lições sobre bullying, aceitação e combate ao preconceito. Porém, a complexidade da empreitada acaba trazendo à tona uma série de inseguranças do menino que, além de sofrer com limitações materiais, sente a falta de uma figura paterna para lhe ajudar a encarar os desafios complexos da vida.

O Grupo Arte Deac (Divisão de Esporte, Arte e Cultura) nasceu em 2018 com o objetivo de despertar nos alunos e professores, o interesse de ler e contar histórias, desenvolvendo o gosto pela leitura e pela criação literária por professores da Rede Municipal de Ensino (Reme), eles realizavam apresentações físicas nas escolas, com a pandemia surgiu a ideia de gravar as contações e disponibilizar nas redes sociais do grupo e da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

Foi criado em 1972 e funcionou durante 17 anos no mesmo local, ao lado do estádio Morenão. Inicialmente pertenceu à Rede Pedutti, responsável por escolher o os filmes exibidos e por contratar funcionários, O valor da entrada era revertido para a compra de livros da Biblioteca Central da UFMS. Ficou mais de 31 anos desativado e voltou as atividades em junho de 2020 com entrada franca devido a pandemia do Covid-19, como uma opção de entretenimento.
 

Leia Também

Mãe e bebê de dois meses morrem após carro bater em coqueiro em Bonito
Interior
Mãe e bebê de dois meses morrem após carro bater em coqueiro em Bonito
Tumor retirado da cabeça de prefeito de Coxim é benigno, dizem médicos
Interior
Tumor retirado da cabeça de prefeito de Coxim é benigno, dizem médicos
Presidente da Fundação Palmares ataca: 'morto no Carrefour não era preto honrado'
Geral
Presidente da Fundação Palmares ataca: 'morto no Carrefour não era preto honrado'
Brasil tem 654 mortes por covid em 24h, diz Ministério da Saúde
Geral
Brasil tem 654 mortes por covid em 24h, diz Ministério da Saúde