(67) 99826-0686
ALMS 13/06 a 12/07

Biblioteca comemora aniversário e homenageia Manoel de Barros com mostra de Jonir Figueiredo

Para homenagear o poeta, artista compôs a exposição “Pássaros para Manoel de Barros”

5 DEZ 2016
Assessoria
18h25min

Hoje (05/12), comemora-se o aniversário da Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaías Paim e para celebrar sua criação bem como o centenário de nascimento de Manoel de Barros (1916/2016) será realizado uma Mostra de Artes Plásticas do artista Jonir Figueiredo. A exposição estará aberta ao público a partir do próximo dia 09/12(sexta-feira) até janeiro de 2017, das 8h às 17h.

Fundada em dezembro de 1981 e criada pelo decreto nº 826, de 5 de dezembro de 1981 é uma unidade da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul. Atualmente possui acervo com 43.580 exemplares dentre livros e periódicos, mas busca a cada ano atualizar o acervo de forma que suas obras atendam às necessidades informacionais de seus leitores. Neste ano completa 35 anos, promovendo ações sociais gratuitas atendendo o público em geral.

A biblioteca tem o compromisso de levar a informação,  promover o desenvolvimento social e cultural dos cidadãos, baseada na igualdade de acesso para todos independentes da idade, raça, sexo, religião, nacionalidade, língua ou status social, como determinado pela UNESCO em seu manifesto de 1994.

São desenvolvidos ações e projetos como: Exposição Literária: Vem Ler o Mundo com Todas as Letras, Caminhos da Leitura e Férias na Biblioteca, possui  Recursos acessíveis como: Filmes em audiodescrição e libras, impressora Braille, notebooks acessíveis, e  Acervo Braile.

A exposição também contempla o  centenário de Manoel  de Barros  que nasceu no dia 19 de dezembro de 1916. Manoel Wenceslau Leite de Barros, um dos mais aclamados poetas brasileiros da contemporaneidade, completaria 100 anos em 2016.

Em homenagem ao poeta, o artista plástico Jonir Figueiredo irá expor suas obras em duas exposições, “A Arte Rupestre Pantaneira”, serão 10 telas, com a técnica acrílica, medindo 100×100, produzidas no ano passado e Assemblagens – “Pássaros para Manoel de Barros”.

Jonir Figueiredo

Natural de Corumbá-MS é bacharel em Educação Artística pela Faculdade Unidas de Marília-SP. Tem uma trajetória na arte há 40 anos.  Sua temática está sempre calçada na iconografia pantaneira, usando diversas técnicas sendo premiado em diversos salões de Arte em Mato Grosso do Sul e pelo Brasil.

Expôs seus trabalhos em vários Estados Brasileiros e mundo afora, como no Mercosul, Japão, em  cinco cidades da  União soviética, Europa e  na ONU em Nova York. O artista está sempre em constante atividade, é citado em vários livros sobre Arte e Cultura do Estado e do centro-oeste. É técnico especializado em Artes e Cultura com inúmeros cursos sendo a maioria de extensão universitária.

Sua primeira obra de arte foi feita aos 19 anos, mas desde que nasceu considera-se um artista. Estudou na Escola Dona Arsênia, Círculo Operário e Santa Teresa em Corumbá/MS. Desde criança já tinha vocação para as artes. O artista autodidata é pintor, desenhista, gravador, performer cultural e arte educador,  e diz ser a intuição sua principal aliada na composição de suas obras.

Para  homenagear Manoel de Barros, compôs a exposição “Pássaros para Manoel de Barros”, que já passou pela Faculdade Unigran em Campo Grande. “Escolhi os pássaros, pois  são os elementos que  Manoel mais enfatiza nas suas poesias, e é o signo da liberdade; voa nos ares, sobrevoa as águas, pescam os peixes, o Espírito Santo é simbolizado por um pássaro”, enumera Jonir.

A exposição é construída coletivamente por 15 artistas plásticos que aderiram a ideia,  dentre eles: Adriana Graef, Agnês Rodrigues, Andrea Luz, Blanche Torres, Cidinha Alves, Clara Rahe, Claudia França, Douglas Raldi, Gisela de La Barba, Idara Duncan, Ilca Galvão, Jonir Figueiredo, Maria Helena Brancher, Marilena Grolli Marlene Mourão e Patrícia Helney.

Para a coordenadora da Biblioteca Isaias Paim, Eleuzina Crisanto, a pintura e a Literatura, são duas expressões de arte que apesar de diferentes andam juntas, “reservam pontos que aproximam do universo da escrita e o mundo das imagem e corrobora para a ampliação do conhecimento e produção em arte”, destaca Crisanto.

Serviço: A mostra de Artes Plásticas ficará aberta ao público de 9/12 a janeiro de 2017. A Biblioteca está localizada na Av. Fernando Corrêa da Costa, 559 – 2º Andar e funciona de segunda a sexta-feira das 8h às 17h.

Veja também