ALMS CONTAR 25/06 A 27/06
(67) 99826-0686
ALMS 13/06 a 12/07

Cultura da Capital conquistou mais respeito’, diz Vitor Samudio

Todos por um

23 DEZ 2013
Ana Rita Chagas
07h15min
Foto: Arquivo Pessoal

Há mais de dez anos artistas locais lutam para conquistar recursos que possibilitem o desenvolvimento de atividades artísticas, bem a solidificação da identidade cultural no município de Campo Grande. Segundo o presidente do Fórum Municipal de Cultura Vitor Samudio, com a aprovação da emenda que destina 1% do Orçamento Municipal para a cultura, aprovado por unanimidade na Câmara de Vereadores, na última sexta-feira (20), o cenário artístico-cultural do município muda de tom e passa a vislumbrar novos rumos. “Essa luta começou em 2003, e de lá pra cá nós fomos amadurecendo, estudando tanto politicamente como tecnicamente para ocupar os espaços institucionais a que temos direito”, disse em entrevista ao TopMidia News.

 

De acordo com Samudio, o caminho trilhado pela categoria foi relevante para conquistar uma fatia do orçamento público entre tantas áreas de relevância atendidas pelo Executivo Municipal, como saúde e educação. “A cultura vai muito além das manifestações artísticas. Ela firma a identidade de um povo. O recurso vem para contemplar e colocar em prática todas as ideias, tudo o que a gente sistematizou durante todo esse tempo”, afirma.

Sistematização cultural- De acordo com o presidente do Fórum de Cultura, a principal meta a ser norteada pela categoria é a criação do Sistema Municipal de Cultura, que segundo Vitor Samudio permitirá o recebimento de recursos específicos, oriundos do governo federal. “É um caminho para que a gente possa construir e fazer o melhor para a cidade. Isso garante respeito e durabilidade dos nossos trabalhos no município”, assegura.

Celebração - A noite amena do último domingo (22), não esfriou os ânimos dos artistas locais que se apresentaram no Barbaquá Botequim para confraternizar a vitória da categoria. O sarau reuniu ícones da classe artística da Capital. Estiveram presentes  Jerry Espíndola, Rodrigo Teixeira, Márcio De Camillo, Zé Geral, Guilherme Rondon, Aline Calixto, Pedro Ortale, Kelly Zerial, Maria Alice, Maurício Copetti, Franciella Cavalheri, Sandro Moreno, Lilian Caramuja, Andréa Freire, Ângelo Arruda, Vitor Samudio, Airton Fernandes, Mariana Sena e Liga das Escolas de Samba. Segundo Samudio, o sarau ofereceu ao público música, teatro, dança, poesia e audiovisual.” Isso mostra que a cultura é muito  importante para a cidade” observa Vitor Samudio.

Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo PessoalFoto: Arquivo Pessoal

Veja também