(67) 99826-0686
PMCG - SLOGAN 17/06 A 30/06

Em comemoração aos 10 anos de atividades, grupo apresenta na Capital 'Salomé F.P.'

Núcleo Artístico Jair Damasceno encena neste fim de semana, a obra do artista português Fernando Pessoa

22 NOV 2016
Rodson Willyams
09h50min
Em cena os atores, João Pedro Xavier, Julio Cezar, Léo Reinaltt Foto: Reprodução / Assessoria

Em comemoração aos 10 anos de atividades culturais em Campo Grande, o Núcleo Artístico Jair Damasceno, estréia temporada neste fim de semana, de 25 a 27 de novembro, a encenação do texto 'Salomé F.P.', do poeta, escritor e dramaturgo Fernando Pessoa, no Teatral Grupo de Risco, em Campo Grande. 

Na obra Salomé, o artista português apresenta a sua versão sobre a mulher que pediu a Herodes a cabeça de João Batista. Na versão apresentada, 'SALOMÉ F.P.' conta com um elenco masculino, composto por João Pedro Xavier, Julio Cezar, Léo Reinaltt e Jair Damasceno.

Livre do caráter religioso ou de compromisso com os registros cristãos, o autor utilizou a força dramática de sua poesia para atribuir à personagem central - Salomé - a tarefa de criar, através dos sonhos, um enredo no qual ela narra a história de João Batista. 

Atualmente as pesquisas são concentradas em Escritura Cênica, Dramaturgia da Imagem, Linguagens Corporais e contam com a experiência de mais de 40 anos em Teatro e Dança do seu diretor Jair Damasceno.

Com esta montagem, que não conta com patrocínio de terceiros ou verba de editais públicos, o Núcleo Artístico Jair Damasceno, comemora dez anos de atuação, totalmente voltado para a pesquisa autônoma em Artes Cênicas, disseminada através de oficinas, montagens, preparação de elencos e direção cênica de espetáculos de terceiros. 

O ator João Pedro Xavier. Foto: Divulgação. 

O ator Guilherme Morais faz parte da montagem com uma instalação/performance. A música criada e executada ao vivo será feita por Felipe Guedes. A iluminação, é feita exclusivamente com lanternas de led, está a cargo de Thaís Umar e Yuri Tavares. O figurino foi customizado por Vanda Ferreira e a arte visual foi criada por Marilena Grolli. Fotos e filmagens de Matheus Lomando.

Histórico 
Fernando Pessoa classificou este drama como Teatro do Êxtase e a ele se juntam outros cinco, sendo “O Marinheiro” o mais conhecido e encenado. Salomé, originalmente sem título, foi encontrado entre os milhares de papéis que após tratados e catalogados são apresentados ao público pela curadoria do Arquivo Pessoa, em Lisboa. 

Sabe-se também que ele foi escrito em 1914 e foi uma pesquisadora ao organizar as folhas esparsas, com muitas palavras ilegíveis, que lhe deu o título a partir do conteúdo, considerando-o como incompleto.


O ator Guilherme Morais. Foto: Divulgação. 

Serviço
'Solomé F.P.', acontece às 20 horas, neste fim de semana, de 25 a 27 de novembro, no Teatral Grupo de Risco, na Rua José Antônio, 2.170, no bairro São Francisco. Os ingressos custam R$ 10. A peça é indicada para faixa etária a partir dos 15 anos.

Veja também