Menu
Busca sábado, 30 de maio de 2020
camara municipal
Cultura

Festival de Canção chega a IX edição

Disputa

24 outubro 2013 - 07h22Por Notícias MS
O governador André Puccinelli (PMDB) prestigia o “Festival da Canção” que chega a sua IX edição este ano. Com 10 participantes a disputa acontece nesta quinta-feira (24), no Auditório Manoel de Barros, no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo.


O Festival da Canção é um espaço onde artistas regionais mostram seu talento. A cada ano atrai mais participantes em disputas saudáveis, com apresentações musicais e interpretações primorosas, que atraem as torcidas das secretarias.


Vão subir ao palco do Centro de Convenções os seguintes intérpretes: Antonio José da Silva Intérprete (CBMMS); Davi Carvalho do Nascimento (PMMS); Elizabeth Vierma Pereira (SED); Isidoro Cardoso de Andrade (Setas); Jerônimo Olinto de Almeida (PGE); Lucilene Cunha Soares (Setas); Ricardo Barbosa Bergamo (Setas); Rodrigo Alves Bueno (CBMMS); Vanessa Lima Rivarola (PGDP) e Zenildo Amaral Soares (Imasul).


Serão premiados os três finalistas, sendo todos os concorrentes julgados pelos seguintes quesitos: afinação-sonoridade compatível com a tonalidade escolhida; conjunto-equilíbrio entre voz e instrumento; performance-postura de palco; criatividade-inovação; interpretação-voz e postura no palco compatível com a letra e a música. Havendo empate, a decisão será através dos quesitos de ineditismo e criatividade.

Leia Também

PÁGINA VIRADA: sem constrangimento, Willian Waack comenta protesto de negros nos EUA
Geral
PÁGINA VIRADA: sem constrangimento, Willian Waack comenta protesto de negros nos EUA
PF diz ao STF que vai ouvir Bolsonaro por causa das acusações de Moro
Geral
PF diz ao STF que vai ouvir Bolsonaro por causa das acusações de Moro
Moro sugere que Bolsonaro usou lei anticrime para proteger o filho Flávio
Cidades
Moro sugere que Bolsonaro usou lei anticrime para proteger o filho Flávio
Maia diz que Bolsonaro não 'comprou' Centrão: 'relação democrática'
Geral
Maia diz que Bolsonaro não 'comprou' Centrão: 'relação democrática'