ALMS junho neocom
Menu
sábado, 19 de junho de 2021
MEDIDAS RESTRITIVAS 19/06 a 30/06/2021
CONFLITO  18 A 20/06/21
Cultura

Filósofo Mario Sergio Cortella participa de evento online e gratuito da Sedhast/MS

O evento será realizado na próxima segunda-feira

03 junho 2021 - 16h03Por Dany Nascimento

O VI Colóquio Estadual de Direitos Humanos: perspectivas e superações será online com uma grande participação especial. O evento contará com a participação especial do filósofo, Mario Sérgio Cortella e será realizado na próxima segunda-feira (7), com transmissão a partir das 15h14 pela página da Sedhast no facebook.

A Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast)  afirma que Mario Sérgio Cortella apresentará a palestra magna, com o título “Cenários turbulentos, mudanças velozes

A condução do evento ficará a cargo da titular da Sedhast, Elisa Cleia Nobre e da superintendente da Política de Direitos Humanos da Sedhast, Ana Lúcia Américo.

“Em nossa sexta edição do colóquio estadual de direitos humanos, temos a grata satisfação de ter como palestrante um dos mais renomados educadores do Brasil, o professor Mário Sérgio Cortella. O que muito nos honra. Assim, a discussão que já tem sido relevante, proporcionará um leque mais abrangente da temática, possibilitando discorrer em tempos de pandemia os desafios e superações vivenciados pela pessoa humana dentro de um contexto real de análise e positividade”, diz a superintendente.

Mário nasceu em Londrina (PR) em 1954, é filósofo e escritor, com Mestrado e Doutorado em Educação, professor-titular da PUC-SP (na qual atuou por 35 anos), com docência e pesquisa na Pós-Graduação em Educação e no Departamento de Teologia e Ciências da Religião. É professor-convidado da Fundação Dom Cabral e ensinou no GVpec da FGV-SP. Foi Secretário Municipal de Educação de São Paulo (1991-1992), tendo antes sido Assessor Especial e Chefe de Gabinete do Prof. Paulo Freire. É autor de diversos livros nas áreas de educação, filosofia, teologia e motivação e carreira.

O evento  tem como público alvo acadêmicos, representantes das universidades, segmentos voltados à política dos Direitos Humanos, profissionais liberais, entre outros.
Assim como nas edições anteriores, o Colóquio deste ano vai possibilitar e propor a divulgação, união e interação da atuação de cada setor, enriquecendo e fortalecendo o desenvolvimento das ações da política de direitos humanos.