(67) 99826-0686
Camara Maio

'Lápide Inconclusa em Quarta-Feira de Cinzas' será apresentada na Capital

História de peça demorou seis anos para ser escrita

15 DEZ 2016
Redação
14h44min

A peça “Lápide Inconclusa em Quarta-Feira de Cinzas”, escrita no estilo Rapsodomancia, será apresentada nesta quinta (15) e sexta-feira (16) na Capital. A história da peça demorou seis anos para ser concluída pelo autor Manolo Schittcowisck.

Sobre a peça:

O trecho da música dos The Beatles [mais atual do que nunca] nos diz: “Tudo o que você precisa é amor”, é o prólogo mais coerente para este romance. “Lápide Inconclusa em Quarta-Feira de Cinzas” nos revela a delicadeza nas relações entre os seres humanos e a poética detrás deste sentimento que é ao mesmo tempo criador e destrutivo na mesma proporção. Nesta obra, Pierrot e Josephine duelam constantemente entre a lucidez e a insanidade, entre o sutil e o explícito, entre o amor e a solidão, vivenciando os desafios entre o ser e o próprio existir. Sendo o amor a tênue disparidade entre razão e loucura, seria Ele a verdadeira conclusão para esta Lápide?
 
O texto é escrito no estilo Rapsodomancia, arte de pesquisa em dramaturgia que através de recortes de obras clássicas e contemporâneas origina uma obra autoral e inédita, onde a principal estética é a relação cíclica da própria obra. No caso de Lápide o texto levou 06 anos para ser concluído pelo autor Manolo Schittcowisck.
 
Serviço:

“Lápide Inconclusa em Quarta-Feira de Cinzas”, 15 e 16/12 (quinta e sexta-feira), às 19h30min, no TgR – Teatral Grupo de Risco – Rua José Antônio, 2.170 – Centro.  Entrada: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia) – na compra antecipada todos pagam meia. Classificação: 16 anos. Duração: 50min.

Veja também