TJMS - novembro
tce novembro
Menu
Busca quarta, 20 de novembro de 2019
Cultura

'Minha Mãe é Uma Peça 2' traz mais conflitos familiares com maior amadurecimento

Na sequência do sucesso de 2013, Dona Hermínia dessa vez terá que enfrentar novos conflitos familiares com a saída dos seus filhos de casa

23 dezembro 2016 - 16h28Por Ig/Gente

Depois do sucesso da comédia “Minha Mãe é Uma Peça”, a história de Dona Hermínia volta para as telonas dos cinemas brasileiros com a continuação da trama que, desta vez, vai apresentar um cenário muito diferente. O filme que estreia nesta quinta-feira (22), mostrará a cômica família com um maior amadurecimento das personagens, já que, agora, a clássica protagonista do filme terá que ver seus filhos tornarem-se autônomos e saírem de casa.

"'Minha mãe é uma peça 2’ vai falar sobre o ninho vazio. As crianças saem de casa e vão morar em São Paulo e a dona Hermínia se vê nesse momento sem filho, sem marido e tentando se adaptar a essa nova realidade”, afirmou o autor da obra, Paulo Gustavo em entrevista. “Além disso, há uma trama paralela que é a chegada da terceira irmã, a Lúcia Helena que vem dos Estados Unidos e dá um colorido para o filme, porque ela é toda moderna, antenada. Ela bebe, fuma e fala palavrão, criando alguns conflitos com Dona Hermínia, que é bem careta”, completou o ator.

Desta vez, as confusões da família ficaram por conta da direção de César Rodrigues e produção de Iafa Britz, diferentemente do longa anterior que foi comandado por Andre Pellenz. Entretanto, apesar das mudanças nos bastidores da comédia, os atores afirmaram que a expectativa é que o sucesso continue tão grande quanto foi a primeira estreia. “São duas pessoas diferentes com temperamentos diferentes então é natural que isso afete a gente”, afirmou Rodrigo Pandolfo, que interpreta o mimado Juliano. “O primeiro filme era quase uma colagem de esquetes, esse não. Agora ele se passa todo no presente então tem um roteiro, uma história mais sólida e aí a comédia fica mais nos diálogos, mas sem ser tão picotado quanto o primeiro”, completou Mariana Xavier, atriz que dá vida à Marcelina.

Já para Rodrigues, assumir a continuação desta comédia que conquistou milhares de fãs foi um desafio.  “Quando o Paulo [Gustavo] fez o convite para “Minha Mãe é Uma Peça 2” eu aceitei, mas pensei ‘uau que responsabilidade’”, afirmou o diretor em entrevista. “Mantivemos a mesma proposta, mas trouxe uma bolha ainda mais lúdica, esse lugar que ela vive está com mais profundidade. A passagem de um filme para o outro passa por uma latitude maior desse mundo de Dona Hermínia. Acho que nós estamos fazendo um filme muito bonito, divertido eu não tenho dúvida”, completou Rodrigues.

Um humor diferente

Apesar de se categorizar como uma comédia, “Minha mãe é uma Peça 2” traz um panorama diferente deste gênero para os filmes contemporâneos de entretenimento no Brasil. “Dona Hermínia é uma personagem que se comunica com a família, não é um filme que fala de um assunto especifico, não pega uma faixa etária ou um tipo de publico, é um filme que fala com todo mundo”, refletiu Paulo Gustavo.

Para a produtora Iafa Britz, a diferença está em trazer para o universo familiar o humor, diferentemente do que se é frequentemente observado em outros filmes brasileiros, que englobam mais o caráter de relacionamentos românticos em suas obras. “Acho que vai para um lugar mais italiano de uma comedia, meio neurótico, que fala das nossas disfunções familiares, que faz a gente rir muito das nossas neuroses”, afirma. “’Minha Mãe é Uma Peça 2’ um filme que lida com todas as questões das pessoas de uma forma politicamente incorreta, mas carinhosa”, completa a produtora.