(67) 99826-0686
IPVA

Nova edição do Espaço da Poesia acontece hoje na Capital

Cultura

22 NOV 2013
Redação
10h48min
Foto: Divulgação

O terraço do Memorial da Cultura e da Cidadania juntamente com a Fundação de Cultura do Governo de Mato Grosso do Sul realiza nesta sexta (22), a partir das 19 horas, uma nova edição do Espaço da Poesia celebrando o mês da Consciência Negra com apresentações musicais, declamações e capoeira. 

 

O Espaço da Poesia será aberto com o lançamento do livro “Sonho e pó”, do poeta Ismael Machado – sob pseudônimo de William Whitman. Terceira publicação da carreira do autor, o livro foi escrito em partes durante passagens por doze países e é dedicado à humanidade. Amante da literatura, Ismael Machado escreve utilizando-se de estilos poéticos como grafismos (poemas-frase), poemetos, poemas e prosa poética. “Sonho e pó foi uma escrita adorável, talvez porque tive de estudar muito para escrevê-lo, ler grandes poetas como William Shakespeare, Blake e Walt Whitman; além de ter viajado um tanto para conhecer outras culturas. Um trabalho de quase sete anos, cujas folhas do tempo são dedicadas, enfim, à humanidade”.

 

Elza Doria realizará no Espaço da Poesia a doação de 80 volumes do livro Retratos de uma Época – os Mendes Gonçalves & a Cia. Matte Larangeira, obra escrita por Luiz Alfredo Marques Magalhães. Os livros – que serão distribuídos às bibliotecas municipais de todo o Mato Grosso do Sul – abrange desde as origens da empresa até os dias atuais. Fartamente documentada, a obra é repleta de fotografias de época e com textos que esclarecem cronologicamente a rica trajetória da maior companhia ervateira do mundo.

 

O Coral da Fundação de Cultura se apresenta em seguida com clássicos da música nacional e sul-mato-grossense. O grupo tem como objetivo incentivar servidores e membros da comunidade à prática do canto coral e também representa um meio de socialização. Conta com 35 coralistas entre servidores da FCMS e comunidade em geral. Tem como regente o maestro Orion Cruz e na coordenação a servidora Isolina Saraiva Nantes.

 

O grupo Ilê-Camaleão, liderado pelo Mestre Liminha (Antonio Lima), apresenta aos participantes do Espaço da Poesia um pouco da arte da capoeira, que com o decorrer dos anos deixou de ser apenas uma luta e se transformou em um conceito cultural que empolga tanto brasileiros e estrangeiros. O grupo existe desde 1990 e é um dos representantes de Mato Grosso do Sul nos encontros nacionais de capoeira, apresentando sempre sua arte de gingar e cantar ladainhas.

 

O “Curso Arte de Dizer Castro Alves”, dirigido pela poetisa e professora Elizabeth Fonseca, apresenta em seguida declamações de diversas inspirações e autores. O grupo realiza recitais de poesias com seus alunos todos os anos, além de apresentações em escolas, eventos culturais e no Espaço da Poesia. As poetisas Judite Francisca e Dalva Margarida Anacleto declamarão obras inspiradas na cultura negra; Dalva declamará “Raízes”, de Agenor Martinho Correa e Judite interpretará a poesia “Ao Rei Zumbi”, de Geraldo Ramon Pereira.

 

O Espaço da Poesia contará ainda com três apresentações musicais. O músico Nego Jhow (Daniel Araújo) abre a sequência seguido pelo bloco Afoxé Ilê Omo Aiye, fundado em fevereiro de 2012 com o objetivo de promover a interação das diversas manifestações religiosas, culturais e sociais da cultura negra em Mato Grosso do Sul.

 

O grupo Zum De Besouro, formado em 2012 por Adriano San ao violão e voz e Luiz Carlos Santana na percussão e voz, a dupla encerra a noite com músicas autorais com diversos ritmos e temáticas. Influenciados pela Música Popular Brasileira de todos os tempos, o grupo busca em suas fontes as melodias, harmonias e poesias com a intenção de incrementar suas composições com pitadas regionais, em temas como o amor, a saudade, a nostalgia e a esperança.

 

Serviço

O Espaço da Poesia acontece nesta sexta (22 de novembro), a partir das 19 horas. A entrada é franca. O Memorial da Cultura fica na avenida Fernando Correa da Costa, 559, no Centro.

Veja também