TCE MAIO
(67) 99826-0686
PMCG - Prestação de contas

Pop de Mari Depieri e MPB de Begèt de Lucena animam o Som da Concha deste domingo

Os shows começam às 18 horas e a entrada, como sempre, é franca

3 DEZ 2016
Assessoria
13h40min
Foto: Divulgação

O Som da Concha do próximo domingo, dia 4 de dezembro, às 18 horas, vai trazer para o público os artistas Mari Depieri e Begèt de Lucena. Mari, com o seu pop rock e composições próprias, agrada bastante o público infanto-juvenil, e Begèt de Lucena tem como uma de suas características principais as performances teatrais ao interpretar suas próprias composições ou de outros autores, como Luiz Gonzaga, Vitor Ramil, Edith Piaf, Caetano Veloso, Gil , Cássia Eller e tantos outros.

Este é um momento de afirmação do cantor, compositor e ator Begèt De Lucena, que aos poucos vem a cada apresentação destacando-se no cenário musical de Campo Grande por sua voz grave e doce e pela sua performance quase teatral.

Bebendo dessas fontes Begèt De Lucena se nutre para compor e interpretar. Esse pernambucano de Exú, que escolheu Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul, como sua terra, só tem acrescentado à música sul-mato-grossense com sua poesia e seu talento e sobretudo, com sua percepção antenada com o moderno e com o contemporâneo, mas sem perder suas referências, suas raízes.

Esse jovem artista, que aos onze anos aprendeu a tocar violão e cantar em corais da igreja, e aos quinze compôs sua primeira canção, vem desde 2008 dedicando-se à música, cantando em vários palcos da capital e participando de projetos com os mais diversos músicos e produtores. Sempre imprimindo sua marca tão peculiar, Begèt De Lucena é um artista que tem verve e sensibilidade estética ao transformar o palco em uma extensão de si mesmo.

No próximo domingo, 4 de dezembro, às 18 horas, abrindo o projeto Som da Concha, o cantor apresenta o show “Cigano invém”, uma prévia de seu primeiro disco, Cigano, que já está a caminho. No Show terão algumas composições suas e que farão parte do disco, além de interpretações de outros compositores que marcam referência em sua carreira.

Mari Depieri é campo-grandense, tem 17 anos, cinco de carreira e dois CDs autorais. O primeiro intitulado “Mais uma história” tem nove canções e o segundo trabalho, “Por toda minha vida” contém 12 músicas, a maioria inéditas. Desde que se lançou como cantora, Mari tem como característica principal a divulgação de composições próprias. No show deste domingo, além de músicas autorais, Mari vai interpretar canções de Gilberto Gil, Capital Inicial, Legião Urbana, Nando Reis e Marcelo Camelo, entre outros.

Com estilo pop rock, a artista também toca violão e guitarra. Nos anos de 2011 e 2012 duas de suas músicas foram selecionadas para compor o Kit de Difusão Musical – projeto da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul para a divulgação da produção musical do Estado em diversas regiões do país.

Mari Depieri tem participado de congressos, eventos culturais e shows e é uma das poucas artistas juvenis do Estado. Vem se consagrando pelo talento como instrumentista, compositora e cantora (sua primeira canção foi escrita aos oito anos de idade) e se destacando em outros Estados, como São Paulo, onde participou de programas em TVs abertas, TVs web, recebeu os prêmios “Homenagem pelo Dia do Artista Regional” e “Mãos e Mentes que Brilham” no ano de 2013 e o prêmio “Mulher do Ano” em 2014.

Os shows começam às 18 horas e a entrada, como sempre, é franca. A Concha Acústica Helena Meirelles fica no Parque das Nações Indígenas, na Rua Antonio Maria Coelho, 6000, em Campo Grande. Mais informações pelo telefone (67) 3314-2030.

Veja também