(67) 99826-0686
Camara - marco

Zé Pretim e banda Black Tie se apresentam no Som da Concha no domingo

Show

25 OUT 2013
Ana Rita Chagas
06h30min
Foto: Divulgação

O músico Zé Pretim e a banda Black Tie são as atrações da Concha Acústica Helena Meirelles, no Parque das Nações Indígenas, no  domingo (27), em Campo Grande. Em função do horário de verão os shows começam a partir das 18h30.

Multi-instrumentista, Zé Pretim toca cavaquinho, teclado, violão, um pouco de viola, guitarra, bateria e contrabaixo.  Zé Pretim (José Geral Rodrigues) nasceu em Inhapim, Minas Gerais. Desde pequeno queria ser artista. Aos 8 anos ficava ouvindo os músicos tocarem nas festas e quermesses para ver se conseguia aprender alguma coisa. Seu primeiro instrumento foi um velho cavaquinho que sua mãe trocou por cinco quilos de feijão. 

Começou com a música sertaneja, por causa da influência da família. "Nunca fiz curso de teoria musical. Aqui conheci muitos bons músicos, como Miguelito, o saxofonista Agapito, François, o guitarrista Antonio Mario, Geraldo Espíndola, Geraldo Roca, Jerry Espíndola. Com eles fui me desenvolvendo, e graças a eles conheci a música de Jimmy Hendrix, George Benson, Santana, Janis Joplin, Deep Purple", diz.

Em 1975 passou a integrar a banda Zutrik, que tocava no Rádio Clube. Foi quando conheceu o baterista Bosco, que hoje integra o Bando do Velho Jack. “Levei ele para a Zutrik e depois formamos uma banda própria, chamada Euphoria, que tocava rock, blues, MPB”. Zé Pretim, porém, logo colocou os pés na estrada. Depois de passar quatro meses em São Luiz do Maranhão, foi para Belém do Pará, onde morou por seis anos. Morou em Cuiabá por 12 anos. E depois voltou a Campo Grande.

Black Tie - A proposta da banda formada por Erika Espíndola (vocal), Zé Fiuza (bateria), Julio César (guitarra) e Leonardo Reis (contrabaixo) é colocar a galera para dançar ao som do melhor do soul, blues, jazz e funk dos anos 70, além de músicas próprias. Segundo a vocalista Erika Espíndola, o projeto surgiu em outubro de 2011, quando ela ainda cantava na banda de blues Mr. Willie. “Procuramos homenagear trabalhos de cantoras como Etta James, Aretha Franklin, Joss Stone, dentre outras que marcam esses estilos. É um som refinado e que, com certeza, faz todo mundo dançar e se envolver muito”.

A banda já tocou em diferentes palcos da Capital e do interior e em alguns momentos dividindo o espaço com músicos de renome mundial, como o gaitista de São Paulo Robson Fernandes, Donny Nichilo (ex-pianista do bluesman Buddy Guy) e Guy King. Também se apresentaram no projeto Som da Concha e MS Canta Brasil, da Fundação de Cultura, ambos em 2012. Em setembro a banda lançou seu primeiro video clipe, produzido para o single "Don't call", música que está no filme independente "Não Eu", de Breno Benetti, cuja trilha sonora foi assinada por Júlio Queiróz, guitarrista da banda.

 

Veja também