TCE 21 a 27/06/2021
Menu
sexta, 25 de junho de 2021
MEDIDAS RESTRITIVAS 19/06 a 27/06/2021
MEDIDAS RESTRITIVAS 19/06 a 27/06/2021
Economia

Pesquisa mostra que 51% das exportações argentinas ao Brasil são automóveis

Exportações

21 novembro 2013 - 19h32Por Aline Oliveira

O instituto oficial de estatísticas da Argentina, Indec divulgou nesta quinta-feira, que mais da metade das exportações argentinas feitas ao Brasil são compostas por automóveis e utilitários. Nos primeiros dez meses de 2013, o país exportou para cá US$ 14,8 bilhões, sendo que o setor automotivo respondeu por US$ 7,6 bilhões, ou seja, 51% do total.


No mesmo período de 2012, as vendas argentinas ao Brasil somaram US$ 13,2 bilhões e o setor automotivo faturou US$ 5,8 bilhões (44% do total). O crescimento das vendas do segmento para o mercado brasileiro foi de 31%, o que já preocupa executivos do setor na Argentina, que temem a excessiva dependência que a indústria automobilística local está desenvolvendo em relação ao mercado brasileiro. O Brasil é responsável por cerca de 86% das exportações argentinas de automóveis.


As exportações brasileiras para a Argentina não têm semelhante concentração. Nos dez primeiros meses do ano, de acordo com o Indec, o Brasil exportou para o país vizinho US$ 16,5 bilhões, ante US$ 14,8 bilhões no mesmo período do ano passado. Deste total, US$ 3,9 bilhões ou 23,5% foram para o setor automotivo.


De acordo com o Indec, permanece a tendência de queda do saldo comercial argentino para este ano. De janeiro a outubro, as exportações argentinas passaram de US$ 67,9 bilhões para US$ 70,7 bilhões, um crescimento de 4%. Mas as importações pularam de US$ 57,2 bilhões para US$ 62,9 bilhões, uma variação de 10%. A alta é puxada pelas compras de gás natural e derivados de petróleo, que atingiram US$ 10,3 bilhões, e de automóveis, que já estão em US$ 5,8 bilhões.

 


Fonte: Valor Econômico

Leia Também

Com colapso, Arnaldo luta por tratamento domiciliar para salvar cunhado da covid
Compaixão
Com colapso, Arnaldo luta por tratamento domiciliar para salvar cunhado da covid
'Sextou' com tempo firme e seco em Mato Grosso do Sul
Cidades
'Sextou' com tempo firme e seco em Mato Grosso do Sul
Após prisão, surge terceira vítima do estuprador 'Neguinho' em Campo Grande
CUIDADO, É MUITO PERIGOSO
Após prisão, surge terceira vítima do estuprador 'Neguinho' em Campo Grande
Mortes não param: Brasil perde 2.032 pessoas para a covid em 24 horas
Geral
Mortes não param: Brasil perde 2.032 pessoas para a covid em 24 horas