Menu
sábado, 05 de dezembro de 2020
Economia

Aprovada no Senado a criação da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural

Projeto de Lei

29 outubro 2013 - 19h41Por Aline Oliveira

Na sessão de hoje (29), a Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) aprovou o projeto de Lei da Câmara (PLC 81/2013) que cria a Anater (Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural), com objetivo de executar políticas que aumentem a produtividade e melhorem a renda de agricultores familiares e de médios produtores rurais.

 

Um dos relatores, o senador Waldemir Moka (PMDB/MS) destacou a importância da aprovação do projeto para a agricultura familiar. " A Embrapa é uma empresa que gera pesquisa, conhecimento, mas hoje esse conhecimento tem dificuldade de chegar até a ponta, que é o produtor. A  Anater vai suprir essa deficiência. A extensão rural faz a grande diferença para a agricultura, não para o grande, que tem técnicos veterinários, agrônomos à disposição, mas, sobretudo para o pequeno agricultor familiar que terá essa assistência técnica de qualidade", destacou o parlamentar.

 

Segundo projeto, a agência funcionará como um serviço social autônomo nos moldes do sistema S. O executivo federal terá um contrato de gestão com a Anater, no qual serão estipuladas as metas, os prazos e responsabilidade, assim como os critérios objetivos para avaliar o uso dos recursos repassados.

 

Entre as atribuições estão: promoção e coordenação de programas de assistência técnica e extensão rural, que resultem na incorporação de inovações tecnológicas pelos produtores rurais. Uma das formas de conseguir é buscando a integração dos sistemas de pesquisa agropecuária e de assistência técnica e extensão rural.

 

As entidades privadas terão direito à quatro vagas e a participação dos interessados será administrada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), Federação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (Fetraf), Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB).

 

Já o presidente e os diretores executivos terão mandatos de quatro anos, com nomeação pela Presidência da República.

 

Fonte: Agência Senado

 

Leia Também

Arrastados em córrego, tio e sobrinho reaparecem no Centenário
Cidade Morena
Arrastados em córrego, tio e sobrinho reaparecem no Centenário
Leitor registra fila de pacientes com suspeita de covid no UPA Leblon
Cidade Morena
Leitor registra fila de pacientes com suspeita de covid no UPA Leblon
Doloroso: Dourados tem seis mortes por covid em quatro dias
Interior
Doloroso: Dourados tem seis mortes por covid em quatro dias
Após caso de assédio, Globo tira do ar programas criados por Marcius Melhem
Geral
Após caso de assédio, Globo tira do ar programas criados por Marcius Melhem