TJMS SETEMBRO e outubro
Menu
segunda, 18 de outubro de 2021 Campo Grande/MS
senar 18/10 a 21/10
Economia

Atividade econômica cresce 0,15% em setembro e cai 0,78% no 3º trimestre

No ano, o IBC-Br registra queda de 4,83% e, em 12 meses encerrados em setembro, retração de 5,23%

17 novembro 2016 - 09h28Por Da Redação / Agência Brasil

Depois de dois meses seguidos de queda, a atividade econômica registrou crescimento em setembro de 0,15%, na comparação com agosto. É o que mostra o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) dessazonalizado (ajustado para o período), divulgado hoje (17). Em agosto, o índice caiu 1,01% e, em julho, 0,18%.

Nos três meses, houve queda de 0,78%, na comparação com o segundo trimestre deste ano. Em relação ao terceiro trimestre de 2015, a retração chegou a 3,84%, segundo os dados sem ajustes, já que a comparação é feita entre períodos iguais.

No ano, o IBC-Br registra queda de 4,83% e, em 12 meses encerrados em setembro, retração de 5,23%.

Taxa Selic

O IBC-Br é uma forma de avaliar a evolução da atividade econômica brasileira e ajuda o Banco Central a tomar suas decisões sobre a taxa básica de juros, a Selic.

O índice incorpora informações sobre o nível de atividade dos três setores da economia: indústria, comércio e serviços e agropecuária, além do volume de impostos. Mas o indicador oficial sobre o desempenho da economia é o Produto Interno Bruto (PIB – a soma de todas as riquezas produzidas pelo país), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Leia Também

MSGÁS prioriza segurança dos campo-grandenses e desenvolvimento de MS
Informe Publicitário
MSGÁS prioriza segurança dos campo-grandenses e desenvolvimento de MS
Deputado acusa Energisa de falta de transparência na reparação dos estragos em MS
Campo Grande
Deputado acusa Energisa de falta de transparência na reparação dos estragos em MS
Criança sofre parada cardíaca após carro ser atingido por rede elétrica em BH
Geral
Criança sofre parada cardíaca após carro ser atingido por rede elétrica em BH
China mantém veto à compra de carne brasileira e preocupa autoridades
Economia
China mantém veto à compra de carne brasileira e preocupa autoridades