TJMS AGOSTO
Menu
quinta, 06 de agosto de 2020
Linha de frente - compet
Economia

Bancos reduzem juros e aumentam prazo para pagamento de dívida durante Coronavírus

Não é necessário ir presencialmente à agência bancária

23 março 2020 - 13h00Por Nathalia Pelzl

Durante a pandemia do novo coronavírus, vários bancos optaram pela ampliação de linhas de crédito, redução das taxas de juro, interrupção de 60 dias no pagamento do crédito pessoal ou no financiamento imobiliário.

Banco do Brasil, Bradesco, Caixa, Itaú Unibanco e Santander vão prorrogar por 60 dias os vencimentos de dívidas de clientes pessoas físicas e micro e pequenas empresas para os contratos vigentes em dia e limitados aos valores que já foram usados pelo consumidor.

Não é necessário ir presencialmente à agência bancária.

O cliente poderá ligar para seu gerente e ainda usar os canais eletrônicos para entrar em contato com seu banco, como o atendimento telefônico e os meios digitais. Cada instituição irá definir o prazo e as condições dos novos pagamentos, conforme divulgou o Portal R7.

Mas a medida não vale para dívidas no cartão de crédito e cheque especial. Também não inclui boletos de consumo geral, como água, luz e telefone, além de tributos, porque se referem a serviços prestados por concessionárias de serviços públicos e governos.

Veja o que os bancos oferecem: 

Santander

- Ampliou em 10% o limite do cartão de crédito de todos os clientes adimplentes e antecipará para abril o pagamento total dos 13º salários de todos os funcionários

- Prorrogar por até 60 dias o vencimento de parcelas de crédito. Por enquanto, a iniciativa abrangerá algumas linhas de crédito pessoal (CP), preventivo, direto ao consumidor (CDC) e imobiliário.

Itaú

- A partir desta segunda-feira (23), vai repassar o corte de 0,50 ponto porcentual na taxa básica de juros (Selic), para 3,75% ao ano. As reduções serão feitas nas linhas de empréstimo pessoal, no caso de pessoas físicas, e de capital de giro, para empresas.

- Clientes e empresas poderão suspender por até 60 dias os vencimentos de empréstimo pessoal e para capital de giro. 

Bradesco

- A partir desta segunda-feira (23), vai reduzir as taxas de suas principais linhas de crédito, acompanhando a redução da taxa Selic.

- Vai prorrogar por até 60 dias as parcelas dos empréstimos pessoais sem cobrança de multa, desde que o cliente esteja com os pagamentos em dia até o momento do pedido.

Caixa

- Vai oferecer pausa de até 60 dias nos pagamentos de prestações de contratos de empréstimo acertados por pessoas físicas e jurídicas, incluindo os habitacionais.

- Redução de juros nas linhas de crédito pessoal (consignado a partir de 0,99% ao mês, penhor a partir de 1,99% e CDC a partir de 2,17%).

- Para micro e pequenas empresas, redução de juros de até 45% nas linhas de capital de giro, com taxas a partir de 0,57% ao mês.

Banco do Brasil

- Ampliação em R$ 100 bilhões da quantidade de dinheiro disponível para novos empréstimos ou rolagem de dívida.

- Colocou a mais R$ 24 bilhões que poderão ser usados para tomar novos empréstimo ou prorrogar vencimento por até 60 dias nas linhas de crédito consignado, pessoal automático e crédito salário.

- Para empresas que precisam de dinheiro para capital de giro, investimentos e antecipação de recebíveis, colocou a mais R$ 48 bilhões. 

Leia Também

FIQUE LIGADO: Caixa Econômica abre no sábado em Campo Grande, Dourados e mais 9 cidades
Cidades
FIQUE LIGADO: Caixa Econômica abre no sábado em Campo Grande, Dourados e mais 9 cidades
Diretor do Instituto Butantan estima que vacina contra covid fique pronta até outubro
Geral
Diretor do Instituto Butantan estima que vacina contra covid fique pronta até outubro
Loester Trutis usou do cargo para desacatar servidores e denúncia vai para PGR
Cidade Morena
Loester Trutis usou do cargo para desacatar servidores e denúncia vai para PGR
Prefeitura leva saúde bucal para indígenas na saída para Aquidauana
Cidade Morena
Prefeitura leva saúde bucal para indígenas na saída para Aquidauana