TCE MAIO
(67) 99826-0686

BMW e Volkswagen convocam motos e caminhões para recall a partir de hoje

Chamado Montadoras

9 JAN 2014
O Estado de São Paulo
18h35min
Divulgação

A montadora BMW do Brasil convocou hoje (9), um recall para proprietários de motocicletas F800 S, fabricadas entre agosto de 2006 e julho de 2007, com números de chassis de ZP19194 até ZP19951 e ZP20012 até ZP22896. O motivo da convocação seria possíveis falhas no sistema do diferencial da roda traseira.

 

Segundo nota oficial, a empresa informou que constatou a possibilidade de ocorrer desgaste prematuro dos componentes envolvidos no sistema do diferencial da roda traseira. Existe ainda o risco de haver uma folga no eixo da roda traseira da moto, o que pode causar derrapagem e queda. Segundo a BMW, os componentes serão inspecionados e, se necessário, substituídos.

 

Os proprietários do modelo podem comparecer às concessionárias da marca a partir de 20 de janeiro. Para agendamento e mais informações a BMW disponibiliza o telefone 0800 707 3578, de segunda a sexta-feira, das 8h às 19h.

 

Caminhões - A MAN Latin America convocou nesta quinta-feira os proprietários de caminhões Volkswagen das linhas Delivery e Constellation, além de e uma linha de chassis de micro-ônibus, para verificação dos tubos de alimentação de combustível de motor.

 

São alvo do recall os modelos 5.150, 8.160 e 9.160 dos caminhões Delivery, 5.150, 8.160 e 9.160 dos chassis de micro-ônibus, e 17.280, 24.280, 26.280 e 31.280 dos caminhões Constellation, fabricados nos anos 2011, 2012 e 2013, com número de chassi entre 9531M52P7BR138239 a 9531M52P3DR350848.

 

Em comunicado divulgado à imprensa, a MAN Latin America informa ter constatado possibilidade de desgaste ou trinca dos tubos de alimentação de combustível para o motor, o que pode implicar em vazamento de combustível no compartimento do motor. Em decorrência deste defeito, em casos extremos existe o risco de incêndio e eventuais danos físicos. Para mais informações a empresa disponibiliza o telefone 0800 019 3333.

Fonte: O Estado de São Paulo

Veja também