TCE MAIO
(67) 99826-0686
Camara Maio

Brasil é o país com maior consumo de agrotóxicos por habitante

Agronegócios

17 FEV 2014
Agrolink
17h25min
Divulgação

 

Cada brasileiro ingere 5,2 litros de agrotóxicos por ano. Os índices colocam o Brasil no posto de maior consumidor de agroquímicos do planeta. Os números foram repassados pelo Sindicato Nacional para Produtos de Defesa Agrícola (Sindage), nesta segunda-feira (17).

 

No decorrer dos anos, cerca de 500 mil pessoas são contaminadas pelo produto, segundo o Sistema Único de Saúde (SUS). Além disso, pelo menos 14 produtos que foram condenados em outros países e estão sendo retirados do mercado internacional permanecem sendo utilizados no Brasil.

 

De acordo com pesquisas e estudos, os ingredientes ativos presentes nos agrotóxicos podem causar esterilidade masculina, distúrbios neurológicos, respiratórios, cardíacos, pulmonares e na produção de hormônios, além de má formação fetal e desenvolvimento de câncer. O uso intenso de agrotóxicos também pode causar danos ao meio ambiente, como a degradação e a contaminação do solo, água, fauna e flora, em alguns casos de forma irreversível.

 

Para tentar amenizar os impactos negativos do uso excessivo de produtos químicos, o Ministério Público do Trabalho (MPT) em Mato Grosso do Sul, criou uma comissão para debater o uso dos agrotóxicos e os riscos que eles representam ao meio ambiente e a população em geral. O grupo foi criado nesta sexta-feira (14.02).

 

Conforme o procurador Marco Antonio Delfino, o foco da Comissão será o monitoramento. “A população precisa ter certeza de que está consumindo um produto adequado. É preciso fazer o rastreamento reverso para identificar de onde o produto saiu e qual prática vem sendo observada", afirma.

 

Um dos problemas destacados por Delfino está relacionado à pulverização aérea, que pode atingir áreas próximas às lavouras. Como exemplo, o procurador cita o caso do avião que lançou produto agrícola, por acidente, em uma escola em Rio Verde (GO), em junho de 2013, onde 37 pessoas ficaram intoxicadas.

 

Em outubro de 2013, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já tinha revelado que 13 hortifrútis estavam com níveis de resíduos de agrotóxico acima do permitido. Os alimentos com índices insatisfatórios foram: abacaxi, alface, arroz, cenoura, feijão, laranja, maça, mamão, morango, pepino, pimentão e o tomate. O morango registrou o maior acumulo de defensivos com 32% acima do limite.

 

Fonte: Agrolink

Veja também