(67) 99826-0686

Brasil 'perdeu' 500 mil garis em nove anos

Empregos

20 OUT 2013
Da Redação
08h39min
Foto: Divulgação

Não foram todas as ocupações que tiveram aumento de vínculos.

Algumas delas passaram por uma queda. A maior delas foi a de trabalhadores de limpeza e conservação de áreas públicas. Em 2003, eles eram 1,47 milhão. Na última Rais, esse número era de 941 mil, uma diferença de mais de 500 mil pessoas.

Só de 2011 para 2012, essa ocupação teve uma perda de mais de 52 mil trabalhadores.

Elmo Nicácio, coletor de lixo e diretor de planejamento do sindicato dos trabalhadores de asseio do Estado de São Paulo, explica que há variações bruscas do número de empregados de acordo com o contrato que cada gestão de prefeitura celebra com as empresas responsáveis pelo serviço.

Anselmo Luis dos Santos, economista da Unicamp, afirma que algumas prefeituras podem ter terceirizado o serviço e que as empresas tenham registrado seus trabalhadores com outras ocupações.

Veja também