ALMS - RAMAL
Menu
Busca sábado, 11 de julho de 2020
REFIS SAUDE
Economia

Campo Grande apresente queda no preço da cesta básica, diz pesquisa

Preço diminuiu em 13 capitais

06 junho 2019 - 12h58Por Agência Brasil

Em maio de 2019, o custo do conjunto de alimentos essenciais diminuiu em 13 capitais, conforme mostra resultado da Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, realizada mensalmente pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Diesse) em 17 cidades.

As quedas mais importantes foram observadas em Campo Grande (13,92%), Belo Horizonte (7,02%), Goiânia (-4,48%) e Rio de Janeiro (-4,39%). Os aumentos ocorreram em Florianópolis (1,17%), Aracaju (0,86%), Recife (0,20%) e Brasília (0,06%).

A capital com a cesta mais cara foi São Paulo (R$ 507,07), seguida por Porto Alegre (R$ 496,13) e Rio de Janeiro (R$ 492,93). Os menores valores médios foram observados em Salvador (R$ 392,97) e João Pessoa (R$ 403,57).

Em 12 meses, entre maio de 2018 e o mesmo mês de 2019, todas as cidades pesquisadas acumularam alta, entre 6,49%, em Campo Grande, e 24,23% em Recife.

Nos primeiros cinco meses de 2019, todas as capitais tiveram alta acumulada, com destaque para Recife (22,69%), Vitória (20,07%) e Natal (18,94%). A menor alta foi registrada em Campo Grande (0,26%).

Com base na cesta mais cara que, em maio, foi a de São Paulo, e levando em consideração a determinação constitucional que estabelece que o salário mínimo deve ser suficiente para suprir as despesas de um trabalhador e da família dele com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência, o Diesse estima mensalmente o valor do salário mínimo necessário.

Em maio de 2019, o salário mínimo necessário para a manutenção de uma família de quatro pessoas deveria equivaler a R$ 4.259,90, ou 4,27 vezes o mínimo de R$ 998,00. Em abril de 2019, o piso mínimo necessário correspondeu a R$ 4.385,75, ou 4,39 vezes o mínimo vigente. Já em maio de 2018, o valor necessário foi R$ 3.747,10, ou 3,93 vezes o salário mínimo, que era de R$ 954,00.

Leia Também

VÍDEO: será burrice? Galera 'toca o F...' e aglomera em posto de gasolina perto da Euler
Cidade Morena
VÍDEO: será burrice? Galera 'toca o F...' e aglomera em posto de gasolina perto da Euler
Ex-secretário de Saúde do Rio estava com R$ 6 milhões em espécie
Geral
Ex-secretário de Saúde do Rio estava com R$ 6 milhões em espécie
Coordenadores de cursos repudiam ações de reitora da UFGD: 'omissão e autoritarismo'
Cidades
Coordenadores de cursos repudiam ações de reitora da UFGD: 'omissão e autoritarismo'
SÓ DEUS: Brasil chega aos 70 mil mortos pela covid-19
Geral
SÓ DEUS: Brasil chega aos 70 mil mortos pela covid-19