TCE 21 a 27/06/2021
Menu
quinta, 24 de junho de 2021
FEMINICIDIO 23/06 a 24/06/2021
MEDIDAS RESTRITIVAS 19/06 a 27/06/2021
Economia

Colheita de trigo avança no Paraná; qualidade gera incerteza

Rural

15 outubro 2013 - 17h30Por Reuters

A colheita de trigo no Paraná avançou para 56 por cento da área plantada na última semana, informou nesta terça-feira o Departamento de Economia Rural (Deral), do governo paranaense.

O mercado está monitorando a qualidade dos grãos, que pode ser afetada pelo clima. Houve avanço de 10 pontos percentuais na colheita ante a semana anterior.

"Nesta primeira quinzena de outubro não houve problemas para o avanço da colheita, ainda que persista a preocupação de um período mais duradouro de precipitações", disse o Deral, em relatório.

Além de eventuais prejuízos com chuvas nos último dias, a produtividade das lavouras paranaenses foi prejudicada por geadas em julho e agosto.

"Além da redução na produção, a qualidade dos grãos também está sendo afetada pelas chuvas constantes e muitas vezes em bons volumes, elevando assim, os teores de umidade do grão, levando a uma maturação mais precoce e até mesmo uma fermentação também precoce", disse a Somar Meteorologia em boletim nesta terça-feira.

As dúvidas sobre a oferta de trigo de boa qualidade no mercado tem levado a uma volatilidade nos preços domésticos, apontou nesta terça-feira o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

Em setembro, o Deral reduziu a estimativa da safra paranaense de trigo para 1,7 milhão de toneladas, ante 1,96 milhão de toneladas na projeção de agosto, que já contava perdas de cerca de 1 milhão de toneladas por conta das severas geadas de julho.

Com uma safra de trigo menor no Paraná, o país espera contar com uma boa produção no Rio Grande do Sul, outro Estado importante produtor.

Leia Também

Após prisão, surge terceira vítima do estuprador 'Neguinho' em Campo Grande
CUIDADO, É MUITO PERIGOSO
Após prisão, surge terceira vítima do estuprador 'Neguinho' em Campo Grande
Mortes não param: Brasil perde 2.032 pessoas para a covid em 24 horas
Geral
Mortes não param: Brasil perde 2.032 pessoas para a covid em 24 horas
Faculdade de MS é condenada e terá de pagar R$ 550 mil em indenizações a funcionários
Cidades
Faculdade de MS é condenada e terá de pagar R$ 550 mil em indenizações a funcionários
'Lua de Morango' deixa Campo Grande mais bela e é a última superlua do ano
Cidade Morena
'Lua de Morango' deixa Campo Grande mais bela e é a última superlua do ano