(67) 99826-0686
Camara Maio

Estoque nas concessionárias estimulam vendas de carros em janeiro

Mercado Automobilístico

4 FEV 2014
Valor Econômico
17h45min
Divulgação

 

A Fenabrave divulgou ontem (3), um balanço confirmando um início de ano positivo para o setor automotivo, com 463.233 mil veículos emplacados em janeiro, 1,57% acima do volume de um ano atrás. Na comparação com dezembro, houve queda de 10,33% nas vendas, em números que incluem carros, caminhões, ônibus, motocicletas e implementos rodoviários.

 

Quando se olha apenas o mercado de automóveis de passeio e utilitários leves, as vendas somaram 299.768 mil unidades no mês passado, alta de 0,98% na comparação com janeiro de 2013. O desempenho foi puxado pela corrida de consumidores às concessionárias atrás dos últimos carros em estoque com alíquota menor do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

 

"(Em janeiro), os estoques contavam com veículos ainda com desconto no IPI, e este foi o fator relevante para o crescimento de 0,98%", explicou em nota, o presidente da Fenabrave, Flavio Meneghetti. Na comparação com dezembro, o resultado representou declínio de 10,77%, em uma retração já esperada, dado que o mercado tradicionalmente perde fôlego no início do ano, quando os consumidores já gastaram boa parte do décimo terceiro salário e têm renda comprometida com o pagamento de impostos ou material escolar.

 

O levantamento da Fenabrave mostrou ainda que as vendas de caminhões, de 10,836 mil unidades no mês passado, caíram 11,07% na comparação com o mesmo mês de 2013. Ante dezembro os números são ainda piores: queda de 25,28%.

 

Já os emplacamentos de ônibus cederam 16,77%, para 2,015 mil unidades, na comparação anual. Quando se compara com dezembro, houve retração de 40,96% nas vendas.

 

No segmento de duas rodas, por sua vez, foram emplacadas 133.552 unidades em janeiro, queda de 4,93% ante dezembro e avanço de 5,71% na comparação com um ano antes.

 

A tendência é que este ritmo mostrado em janeiro pela indústria, no entanto, não se mantenha até o fim do ano. As projeções da Fenabrave apontam para uma estagnação, ou até mesmo - nos piores cenários das projeções - para uma queda de 3,2%, nas vendas de veículos de passeio e utilitários leves neste ano.

 

Fonte: Valor Econômico

 

Veja também