Menu
sexta, 14 de agosto de 2020
Economia

Faturamento do Google sobre 36% apesar de queda nos anúncios

Tecnologia

17 outubro 2013 - 18h00Por Aline Oliveira

Foi divulgado hoje (17) que o lucro trimestral do Google subiu 36% apesar da queda nos preços médios dos anúncios publicitários. A empresa faturou quase US$ 2,97 bilhões, ou US$ 8,75 por ação, nos últimos três meses. No mesmo período do ano passado, o lucro contabilizado foi de US$ 2,2 bilhões ou US$ 6,53 por ação.

 

Os resultados divulgados superaram as projeções dos analistas que orientaram os investidores, já que as ações da empresa subiram mais de 6% depois que os números saíram. O lucro só não foi maior em razão das despesas com a compensação em ações para os funcionários, O valor seria então de US$ 10,36.

 

Foi identificado ainda que os anunciantes estão procurando cada vez mais as propagandas para celulares, smartphones e tablets, pagando mais barato do que pelos anúncios para telas de computadores de mesa. À medida que mais pessoas usam dispositivos móveis para se conectar à internet, o preço médio anúncio do Google, ou o chamado "custo por clique", vai diminuindo.

 

Embora o Google esteja recebendo menos dinheiro por anúncio, ele está sendo pago mais frequentemente, já que as pessoas clicam mais nos campos comerciais. O número de cliques pagos saltou 26% desde o ano passado, uma indicação de que a análise de dados da empresa está fazendo um bom trabalho ao combinar anúncios com os interesses dos usuários de seus serviços.

Leia Também

Homem baleado na cabeça na Mato Grosso morre na Santa Casa
Cidade Morena
Homem baleado na cabeça na Mato Grosso morre na Santa Casa
Três ex-guardas municipais envolvidos na milícia dos Name são soltos pela Justiça
Cidade Morena
Três ex-guardas municipais envolvidos na milícia dos Name são soltos pela Justiça
Baleado na avenida Mato Grosso está em estado gravíssimo na Santa Casa
Cidade Morena
Baleado na avenida Mato Grosso está em estado gravíssimo na Santa Casa
Energisa cobra atestado de cliente suspeito de covid para não cortar luz em Campo Grande
Cidade Morena
Energisa cobra atestado de cliente suspeito de covid para não cortar luz em Campo Grande