TJMS dezembro
Menu
Busca quinta, 12 de dezembro de 2019
Economia

Governo propõe reajuste zero e retira abono; militares de MS planejam assembleia unificada

Militares estaduais vão buscar apoio dos deputados para negociações

24 abril 2019 - 16h36Por Redação

Policiais militares e bombeiros reclamam de proposta apresentada em reunião nesta quarta-feira (24), pelo secretário de Administração e Desburocratização, Roberto Hashioka. Segundo  a categoria, o governo oferece zero de reajuste, além da retirada do abono de R$ 200.

“Obviamente não chegamos a um acordo. Eles [Governo] apresentam dados que já sabemos, mas queremos uma resposta positiva. Vamos marcar uma assembleia unificada, policiais militares e bombeiros, de soldado a coronel, para tomar uma decisão”, informou o presidente da ACS (Associação e Centro Social dos Policiais Militares e Bombeiros Militares de Mato Grosso do Sul), cabo Mario Sérgio Couto.

Para o vice-presidente da entidade, sargento Aparecido Lima, o governo está “brincando com o servidor”. “Temos que vir, lutar, pois, sem luta, não conseguiremos nada. Ele tirou o que tínhamos e não deu sequer a reposição inflacionária”, afirmou.

Nesta quinta-feira (25), os militares estaduais estarão, a partir das 9h30, na Assembleia Legislativa, para mostrar a insatisfação da categoria e buscar apoio dos deputados. Uma assembleia geral unificada também será realizada, em data e local a derem definidos, para discutir novas mobilizações.