Menu
quarta, 12 de agosto de 2020
Economia

Juros do cheque especial apresentam alta na primeira semana de novembro

Economia

11 novembro 2013 - 20h32Por Redação

Os juros médios cobrados para o cheque especial subiram 0,07 ponto percentual em novembro na comparação com outubro, segundo pesquisa divulgada hoje (11) pelo Procon de São Paulo. O aumento, que deixou a taxa média em 8,25% ao mês, foi puxado pelo reajuste das taxas em quatro dos sete bancos avaliados. O Banco do Brasil, o Bradesco, o HSBC e o Safra elevaram os valores cobrados para essa modalidade de crédito.

 

O Itaú, no entanto, reduziu a taxa de 9,13% para 8,75%, uma queda de 4,16%. A Caixa Econômica e o Santander mantiveram os juros no mesmo patamar. A CEF continua cobrando a menor taxa entre os bancos pesquisados (4,41% ao mês). O Santander permanece com os maiores juros para o cheque especial (10, 59%).

 

Para o empréstimo pessoal, considerando contratos de 12 meses, a taxa permaneceu praticamente estável nas instituições  pesquisadas, variando apenas 0,01 ponto percentual. O pequeno aumento veio do reajuste feito pelo Bradesco, que aumentou 6,27% para 6,31% os juros cobrados ao mês. A taxa média para o empréstimo pessoal está em 5,28%. A CEF cobra o menor valor para essa forma de crédito (3,51%) e o Bradesco, o maior (6,31%).

 

Fonte: Agência Brasil

Leia Também

Foto de entregadora de aplicativo com as filhas no colo comove redes sociais
Geral
Foto de entregadora de aplicativo com as filhas no colo comove redes sociais
Bolsonaro confirma visita a Corumbá no dia 18, primeira vez como presidente
Cidades
Bolsonaro confirma visita a Corumbá no dia 18, primeira vez como presidente
Marquinhos altera decreto e Lei Seca começa a valer nesta quarta-feira
Cidade Morena
Marquinhos altera decreto e Lei Seca começa a valer nesta quarta-feira
Atlético-GO tem quatro jogadores com covid e vai desfalcado contra o Flamengo
Geral
Atlético-GO tem quatro jogadores com covid e vai desfalcado contra o Flamengo