TCE SETEMBRO
Menu
sexta, 24 de setembro de 2021 Campo Grande/MS
Economia

Mais de 930 mil trabalhadores têm duas semanas para sacar abono salarial de 2014

Saiba como consultar se você possui o benefício

19 dezembro 2016 - 16h16Por Agência Brasil

Os brasileiros que trabalharam pelo menos dois meses com carteira assinada em 2014 têm até o próximo dia 29 para sacar, na rede bancária, o benefício de um salário mínimo (R$ 880) referente ao Programa de Integração Social (PIS), administrado pela Caixa Econômica Federal e ao Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), administrado pelo Banco do Brasil.

O PIS é destinado aos trabalhadores do setor privado e o Pasep, aos do setor público. Segundo informações do Ministério do Trabalho, até o início de dezembro, mais de 930 mil pessoas com direito aos recursos ainda não tinham feito o saque. Caso os beneficiários não saquem o dinheiro até a data limite, os valores serão destinados ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

A data final para o saque é 30 de dezembro. No entanto, como será um sábado e não haverá expediente bancário, só poderão sacar nesse dia as pessoas que têm Cartão Cidadão com senha registrada. Neste caso, poderão se dirigir aos caixas eletrônicos da Caixa ou a agências lotéricas. O Ministério do Trabalho, contudo, recomenda que os trabalhadores não deixem o saque para o último dia, pois caso haja problemas na operação não haverá tempo hábil para a resolução.

Segundo o ministério, é comum os atendentes bancários pensarem que se trata do benefício referente a 2015 e, após checar os dados do trabalhador, informar que ele não tem direito ao saque. Nesse caso, a orientação é explicar que se trata do abono salarial do ano-base 2014. Caso ainda assim os dados não sejam localizados, é possível pedir para fazer uma atualização cadastral no próprio banco.

O trabalhador também pode checar se tem direito ao abono pela internet, informando o número do CPF ou do PIS/Pasep e a data de nascimento. Ele também pode procurar a Central de Atendimento Alô Trabalho, no número 158.

Leia Também

Rinaldo vê sensibilidade do Governo e Assembleia na redução do ICMS das contas de luz
Campo Grande
Rinaldo vê sensibilidade do Governo e Assembleia na redução do ICMS das contas de luz
PF em Corumbá prende boliviana envolvida no desastre do avião da Chapecoense
Interior
PF em Corumbá prende boliviana envolvida no desastre do avião da Chapecoense
Jovem que matou amiga com tiro na nuca pega 12 anos de prisão em Ivinhema
Interior
Jovem que matou amiga com tiro na nuca pega 12 anos de prisão em Ivinhema
Pedreiro é executado por dupla em moto em frente de obra em Aral Moreira
Interior
Pedreiro é executado por dupla em moto em frente de obra em Aral Moreira