TCE MAIO
(67) 99826-0686

Marketing de rede conquista colaboradores e quer perder estigma de estelionato

Vendas

28 NOV 2013
Aline Oliveira
18h22min
Distribuidor Independente - Michael Alves dos Santos (Arquivo Pessoal)

O sistema de Vendas Diretas teve um crescimento de 212% na última década, porém ainda é confundido com o sistema de pirâmide financeira. A atividade é reconhecida e regulamentada profissionalmente e o Brasil apresenta o quarto maior mercado mundial, além de oferecer oportunidade de trabalho para 4,3 milhões de brasileiros.

 

De acordo com o distribuidor independente da essência UP, Michael Alves do Santos, o que o motivou a trabalhar com vendas diretas foi a oportunidade de conseguir uma renda extra. O resultado foi tão positivo que há um ano e meio o empresário atua na comercialização de perfumes provenientes de essencias mundialmente conhecidas.


"Como a maioria das pessoas que começam a trabalhar em vendas diretas eu buscava uma renda extra. Além disso escolhi um produto de grande aceitação entre os cosumidores que é o perfume. Para se ter uma ideia, o Brasil é o maior mercado consumidor de perfumes no mundo e o segundo de comésticos", esclareceu.


Já o sistema de pirâmide financeira é um modelo comercial não sustentável que depende basicamente do recrutamento progressivo de outras pessoas para o esquema. A principal falha do esquema é que não há benefício final, o dinheiro simplesmente percorre a cadeia de pessoas e somente o idealizador e o grupo inicial ganham, trapaceando os seus seguidores. Na maioria das vezes, os organizadores tiram vantagem da confusão com negócios autênticos, para fazer dinheiro fácil.


Definição - Cabe destacar que o sistema de venda direta acontece por meio da revenda de produtos e serviços em três níveis de compensação: marketing mononível, binível e multinível, ou como é mais conhecido o marketing de rede. A diferença do modelo mononível para o multinível é que no segundo, além de revender, o profissional indica outras pessoas que também comercializam o produto e recebem parte da receita da empresa.


Na avaliação de Santos, o crescimento do marketing de rede vem aumentando em função do método de trabalho. "O segredo da venda neste segmento é a propaganda pessoal e direta, sem contar treinamento que qualifica os profissionais. Os exemplos de maiores sucesso são a Polishop, Herbalife e no Brasil, a UP Essências", declarou.


A melhor definição sobre o que é o verdadeiro modelo de markteing multinível é feita pela diretora-presidente da ABEVD (Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas), Lucilene Prado. "É uma forma de canal de distribuição, no qual a empresa fornecedora do bem ou serviço os comercializa por meio de um conjunto de distribuidores independentes cadastrados, que por sua vez, revendem aos consumidores finais", destacou.


Segundo a representante da ABEVD é um modelo similar ao sistema atacarejo, no qual atacadistas (distribuidores) comercializam produtos a comerciantes varejistas (outros distribuidores) e ao consumidor final, que se cadastram como membros do comércio. "A diferença é que na venda direta multinível não existe a necessidade de inventário de produtos como em lojas físicas e, sim, o contato pessoa a pessoa, para se promover a venda, explicar as características e benefícios e zelar pela satisfação do cliente", considerou.


Em 2012, o volume de negócios feitos por meio de vendas direta alcançou R$ 38,8 bilhões com crescimento de 13,1%, se comparado ao ano de 2011. O Brasil é responsável por 9% do volume global de vendas diretas no mundo ficando atrás somente dos Estados Unidos, Japão e China.

 

Veja também