(67) 99826-0686
ALMS 13/06 a 12/07

MS registra aumento de 4,27% na geração de empregos em 2013

Geração de renda

23 JAN 2014
Ana Rita Chagas
08h12min
Foto: Reprodução

Mato Grosso do Sul fechou o ano de 2013 com alta no índice de geração de empregos, segundo dados divulgados  pelo Ministério do Trabalho e Emprego que constam na Síntese do Comportamento do Mercado de Trabalho Formal em todo o Brasil. No total foram admitidos 21.071. Os dados integram o Caged (Cadastro Geral de Empregos e Desempregos).


Pelo levantamento, os setores da atividade econômica que mais contribuíram para a expansão foram construção civil (+7.120 postos), serviços (+6.876 postos) e comércio (+4.956 postos).

Os números de dezembro, mês em que acontece naturalmente uma redução mostraram  um  declínio de 1,60% no nível de emprego. O resultado decorreu da queda em quase todos os setores, com destaque para Agropecuária (-2.584 postos), Indústria de Transformação (-2.085 postos), Serviços (-2.043 postos) e Construção Civil (-1.021 postos).

Mercado formal -De acordo com o Ministério do Trabalho, o  mercado formal de trabalho brasileiro gerou em 2013 um total de 1.117.171 empregos com carteira assinada, representando um crescimento de 2,82% em relação ao estoque de empregos de dezembro de 2012, conforme o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, divulgados nesta terça-feira (21) pelo ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias.

Conforme avaliação da equipe técncia do MTE, os dados de 2013 demonstram a continuidade do movimento de expansão do emprego formal no país, ainda que tenha ocorrido uma redução do ritmo de crescimento quando comparado aos anos anteriores. Apesar da desaceleração apresentada em 2013, o mercado de trabalho formal vem apresentando, pelo quinto mês consecutivo, um maior dinamismo frente ao mesmo período do ano anterior.

Aumento na Renda - Em 2013, os dados do Caged demonstram um crescimento nos salários médios de admissão em relação ao ano de 2012. O salário médio de admissão passou de R$ 1.076,23 em 2012 para R$ 1.104,12 em 2013, um aumento real de 2,59%, tomando como referência os salários médios dos respectivos anos e o INPC médio.


Os salários médios de admissão saltou,nos últimos 10 anos, de R$ 772,58 em 2003 para R$ 1.104,12 em 2013, correspondendo a um aumento real de 42,91%. Nos últimos três anos, o percentual de aumento foi da ordem de 10,75%, resultante da elevação do salário médio de admissão de R$ 996,91 em 2010 para os atuais R$ 1.104,12.

Veja também