Menu
terça, 24 de novembro de 2020
Economia

MS segue tendência nacional e aponta crescimento de 40% para o setor de panificação

09 outubro 2013 - 11h21Por Ana Rita Chagas

O segmento de panificação e confeitaria apontou um crescimento significativo no país, em 2012. Dados da Associação Brasileira da Indústria da Panificação e Confeitaria (ABIP) e do Instituto Tecnológico de Panificação e Confeitaria (ITPC) indicaram uma ascensão de 11,6% para o setor, com um faturamento de R$ 70,29 bilhões.Seguindo a projeção nacional, a indústria da panificação do Estado fechou o ano de 2012 com um faturamento de R$ 90,7 milhões. 

De acordo com a Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul ( Fiems), para 2013 a estimativa de crescimento é de até 40% sobre este montante. O percentual injetaria na economia de MS R$126,9 milhões. A previsão da movimentação financeira é baseada nos cálculos do Radar Industrial da Fiems. 

Conforme o presidente do Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria do Estado (Sindepan/MS), Raul Alves Barbosa, um dos aspectos que contribuiu para o desenvolvimento do setor foi a modernização constante das empresas, tanto no quesito infraestrutura, quanto na aquisição de novos maquinários. “O bom desempenho também é fruto da adesão do consumidor por novidades, já que os clientes estão sempre querendo experimentar”, afirma. 

Segundo Barbosa, a oferta de cursos e a busca por consultorias para ampliar a gestão de negócios também foram fatores determinantes para a expansão de mercado em Mato Grosso do Sul. 

A constatação positiva sobre o segmento também é observada pelo gestor do ITPC, Lino Bianchini, que há mais de sete anos acompanha a curva ascendente do mercado de panificação e confeitaria no Estado. “Há panificadoras, na Capital que estão ampliando seus atendimentos para a comodidade dos clientes, oferecendo serviços de serv selfice, lanches e café da manhã", diz Lino Bianchini, ressaltando a importância da variedade dos serviços. "É uma tendência não apenas nas capitais brasileiras, mas em pequenos municípios também. A confeitaria vem se destacando na linha de pães e doces especiais tudo para atender o dia a dia do consumidor", acrescenta o gestor.

Pelos dados do Sindepan, atualmente o segmento de panificação conta com cerca de 600 estabelecimentos em todo o Estado, abrigando em torno de 12,5 mil trabalhadores. Em Campo Grande o número de empresas chega a 250, empregando seis mil industriários. 

Para quem tem interesse em investir nessa área, Bianchini destaca que o momento é próspero e tem aquecido a economia do país. "Antes de mais nada, a pessoa precisa fazer um plano de negócios, ter um estudo detalhado da área de produção e logística. O ponto chave é a busca por informações sempre, não ficar no trivial. A busca por auxílio e qualificação profissionais é sempre muito importante", afirma Bianchini.

Leia Também

Está faltando cerveja no mercado: bebida começa a faltar no Brasil
Geral
Está faltando cerveja no mercado: bebida começa a faltar no Brasil
Vendedor diz que guarda municipal faz concurso a “nível macaco” e se dá mal
Polícia
Vendedor diz que guarda municipal faz concurso a “nível macaco” e se dá mal
Senador é suspeito de estuprar jovem depois de festa em São Paulo
Política
Senador é suspeito de estuprar jovem depois de festa em São Paulo
Geraldo Resende alerta para novo aumento de casos da covid em MS
CORONAVÍRUS
Geraldo Resende alerta para novo aumento de casos da covid em MS