Menu
terça, 11 de agosto de 2020
Economia

Na última semana de outubro, preço do etanol cai em 12 Estados e sobe em 10

Biocombustíveis

04 novembro 2013 - 20h32Por Aline Oliveira

A Agência Nacional do Petróleo (ANP) anunciou hoje (4), que os preços do etanol hidratado nos postos brasileiros caíram em 12 Estados, subiram em 10 e ficaram estáveis em outros quatro e no Distrito Federal, na semana encerrada em 2 de novembro. No acumulado do mês, o preço do produto caiu em 15 Estados e no DF , subindo em 11 unidades federativas.

 

No principal Estado consumidor que é São Paulo, a cotação ficou estável, em R$ 1,767 o litro, no entanto, na obervação mensal, houve uma alta de 0,91%. Na semana, a maior alta aconteceu no Paraná, com 3,04% e a maior queda foi na Bahia - 0,93%. Durante o mês, os preços subiram mais no estado paranaense (5,11%)  e caíram mais no Pará (- 0,75%).

 

Enquanto isso, o preço mínimo registrado para o etanol foi de R$ 1,449 o litro em São Paulo e o máximo foi de R$ 2,99 no Pará. Na média, o menor preço foi de R$ 1,767 o litro em São Paulo e o maior, em Roraima com R$ 2,743.

 

Pelos dados da ANP compilados pelo AE-Taxas, os preços do etanol nos postos de combustíveis seguem competitivos em relação à gasolina apenas em Goiás, Mato Grosso, Paraná e São Paulo. Nos demais 22 Estados brasileiros e no Distrito Federal, a gasolina está mais competitiva.

 

Fonte: O Estado de São Paulo

Leia Também

Assolada pela covid, Prefeitura de Dois Irmãos do Buriti pede estado de emergência
Cidades
Assolada pela covid, Prefeitura de Dois Irmãos do Buriti pede estado de emergência
TJ diz que recursos de reprovados em concurso da Polícia Civil viraram 'farra'
Cidades
TJ diz que recursos de reprovados em concurso da Polícia Civil viraram 'farra'
De base e oposição: políticos de MS se unem contra tratamento com ozônio no ânus
Política
De base e oposição: políticos de MS se unem contra tratamento com ozônio no ânus
Enquanto te pedem pra ficar em casa, curtem a vida na Europa e fazem academia
Tema Livre
Enquanto te pedem pra ficar em casa, curtem a vida na Europa e fazem academia