TJMS JANEIRO
Menu
quinta, 20 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Economia

O Brasil exportou 26,5 milhões de sacas de café de janeiro a setembro de 2015

14 outubro 2015 - 17h51Por Embrapa

O Brasil exportou 26,5 milhões de sacas de café de janeiro a setembro de 2015 De acordo com o CeCafé foram 20,5 milhões de arábica, 3,4 milhões de robusta, 2,6 milhões de solúvel e 21 mil sacas de Torrado & Moído O Conselho dos Exportadores de Café do Brasil –CeCafé, no relatório "Resumo das Exportações Brasileiras de Café", edição de setembro de 2015, mostra que o País, no período de janeiro a setembro de 2015, exportou 26,5 milhões de sacas de café de 60kg (verde, torrado & moído e solúvel) com receita cambial de US$ 4,577 bilhões.

Considerando o tipo do café exportado, o levantamento mostra que a espécie arábica de café verde correspondeu a 77,2% das vendas ao exterior; o café verde robusta a 12,8%; o solúvel a 9,8%; e o torrado & moído a 0,1%, no mesmo período.

Em relação ao mês de setembro de 2015, o relatório das exportações do CeCafé aponta que o volume exportado foi de 3.078.667 sacas com receita de US$ 482,198 milhões.

O Relatório do CeCafé confirma ainda que, aos poucos, o nosso País vem deixando de ser apenas exportador de café commodity e começa a conquistar e consolidar mercado com o produto de maior valor agregado, pois as vendas externas dos cafés chamados diferenciados (os de melhor qualidade, que incluem os cafés especiais) já superam 25% do volume total exportado em 2015.

Nesse caso específico, foram exportadas 6,7 milhões de sacas de cafés diferenciados (10,4% a mais que de janeiro a setembro de 2014), com ganho expressivo nos preços.

Os cafés diferenciados foram comercializados em média a US$ 226,2 por saca, com ágio de 49% em relação ao café commodity.

O relatório também destaca números agregados das exportações brasileiras de café por continente. No acumulado de janeiro a setembro de 2015, a Europa foi a principal região importadora e responsável pela importação de 53% do total de café; a América do Norte por 26% do total de sacas exportadas; a Ásia por 16%; e a América do Sul por 4%.

Segundo o balanço do CeCafé, o ranking dos quatro principais países importadores, no acumulado de 2015 até setembro, é liderado pelos EUA - 5.736.596 sacas (22%), seguido pela Alemanha - 4.730.484 (18%). A Itália ocupou a terceira posição, com 2.146.753 sacas (8%).

E, em quarto, o Japão, com 1.697.390 sacas (6%). Os embarques de café nesse período foram realizados principalmente pelo porto de Santos, com 84,2% das exportações (22.349.173 sacas); pelo estado do Rio de Janeiro (portos do Rio de Janeiro e Sepetiba) foram embarcados 8,8% do total (2.346.743 sacas); e pelo porto de Vitória, 4,2% do total (1.103.533 sacas).